Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Romeu, Julieta e o amor entre dois sapos que pode salvar uma espécie

Dez anos depois, os dias solitários do sapo Romeu podem ter chegado ao fim.

Romeu

Notícias ao Minuto

13:27 - 17/01/19 por Sara Gouveia 

Mundo Animais

Romeu é considerado o último da sua espécie. Está sozinho e solteiro há pelo menos dez anos. Agora os cientistas encontraram uma potencial 'namorada' para este sapo.

O anfíbio de olhos grandes é um sapo aquático de sehuencas e ficou conhecido em todo mundo quando foi criado um perfil num site de encontros, para ajudá-lo a encontrar o seu par.

Agora Romeu e o seu interesse amoroso, a quem os cientistas chamaram Julieta, vão ter um encontro no dia dos Namorados, 14 de fevereiro, de forma a tentar salvar a espécie.

Tudo começou quando o Museu de História Natural da Bolívia se aliou à Global Wildlife Conservation, uma associação de proteção da natureza, para angariar dinheiro para procurar uma parceira para Romeu.

Conta a CNN que a zoóloga Teresa Camacho liderou uma expedição pela floresta boliviana para tentarem encontrar algum par viável. A equipa enfiava diariamente as mãos em riachos para tentarem sentir sapos aquáticos, já que estes vivem debaixo de água.

"Estávamos cansados, molhados e desiludidos", contou, acrescentando que depois disse para o grupo: "Vamos procurar em mais um riacho". Quando de repente viram um sapo saltar. Não era da espécie que pretendiam, mas levou a uma pequena queda de água onde encontraram um grupo de quatro sapos - duas fémeas e dois machos. 

Julieta fazia parte do grupo e tinha a idade exata para reprodução. O que deixou a equipa muito satisfeita.

Mas... Romeu e Julieta podem nem sequer ser compatíveis. "Esperamos que os opostos se atraiam", disse Ricardo Céspedes, diretor do museu, explicando que Romeu é tímido e não nada muito, tendo até um pouco de peso a mais e Julieta é extrovertida e cheia de energia.

O plano agora é tentar que se reproduzam de forma natural, caso isso não aconteça os cientistas podem passar à fertilização 'in vitro'.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório