Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 8º

Edição

Amigos improváveis. O carinho de Hitler por uma menina judia

Os dois partilhavam a data de aniversário e mantiveram contacto depois do primeiro encontro. Amizade só chegou ao fim por insistência de altos dirigentes nazis.

Amigos improváveis. O carinho de Hitler por uma menina judia
Notícias ao Minuto

09:14 - 19/11/18 por Fábio Nunes 

Mundo EUA

No dia 20 abril de 1933, uma multidão de pessoas esperava que Adolf Hitler chegasse ao seu chalet alpino de Berghof. Era o dia do seu 44.º aniversário. Rosa Nienau e a sua mãe Karoline, eram duas das pessoas que aguardavam pela chegada do líder nazi. Rosa e Hitler partilhavam a data de aniversário e, segundo a BBC, terá sido esse o motivo que levou o então chanceler alemão a convidar a menina e a sua mãe a irem com ele até à sua residência.

Foi em Berghof que o fotógrafo de Adolf Hitler, Heinrich Hoffmann, tirou as fotografias entre o líder nazi e a menina. Aquilo que as torna tão importantes é o facto de Rosa ser judia.

Uma das imagens foi leiloada na semana passada pelo Alexander Historical Auctions, em Maryland, nos Estados Unidos. Depois do encontro foi assinada por Hitler, que a enviou à menina. “A querida Rosa Nienau. Adolf Hitler, 16 de junho de 1933”, pode ler-se na mesma. A fotografia foi adquirida por 11.520 dólares (cerca de 10 mil euros).

Pouco tempo depois deste encontro, Hitler descobriu que a mãe de Rosa era judia. Aos olhos do regime nazi, Rosa também era considerada judia. Mas isso não impediu que os dois mantivessem a amizade.

Entre 1935 e 1938, a menina escreveu 17 vezes a Hitler e ao seu assistente, Wilhelm Bruckner. O contacto entre ambos terminou por intervenção de Martin Bormann, secretário pessoal do líder nazi. Uma decisão que não agradou a Hitler.

“Há pessoas que têm um verdadeiro talento para estragarem a minha alegria”, disse Hitler ao fotógrafo Heinrich Hoffmann, algo que este partilhou no seu livro ‘Hitler Was My Friend’.

O ano depois da correspondência ter terminado começou a Segunda Guerra Mundial. Rosa Nienau não assistiu ao seu fim. Morreu com 17 anos, em 1943, vítima de poliomielite.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório