Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2018
Tempo
27º
MIN 22º MÁX 29º

Edição

"Negociações em andamento" para segundo encontro entre Trump e Putin

As negociações para se realizar um segundo encontro entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, estão em "andamento", anunciou hoje a Casa Branca.

"Negociações em andamento" para segundo encontro entre Trump e Putin
Notícias ao Minuto

22:31 - 19/07/18 por Lusa

Mundo Casa Branca

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, referiu, através da rede social Twitter, que Donald Trump pediu ao conselheiro nacional de segurança, John Bolton, que "convide Putin para ir a Washington no outono", salientando que as negociações "já estão em andamento".

Sarah Sanders disse ainda que o Presidente dos Estados Unidos "concordou em continuar o diálogo" entre os conselheiros de segurança nacional dos países, na reunião que decorreu na segunda-feira, em Helsínquia, entre os dois líderes.

O Presidente dos Estados Unidos, também através da rede social Twitter, já tinha afirmado hoje que estava a aguardar pela segunda reunião com Vladimir Putin.

"A cimeira com a Rússia foi um grande êxito, exceto para o verdadeiro inimigo do povo, os Media de Notícias Falsas. Estou desejoso [de realizar] o nosso segundo encontro para que possamos começar a aplicar algumas das muitas coisas discutidas", referiu Trump.

Entre os temas abordados, o Presidente norte-americano referiu-se à luta contra o terrorismo, à segurança de Israel, à proliferação nuclear, à Ucrânia, aos ciberataques e à Coreia do Norte.

"Há muitas respostas a estes problemas, algumas fáceis e outras difíceis, mas todos podem ser solucionados", acrescentou.

A cimeira de Helsínquia foi a primeira entre os atuais presidentes russo e norte-americano.

No seu encontro com Putin, Trump desencadeou a polémica ao desautorizar os relatórios dos seus serviços de informações sobre a interferência de Moscovo nas eleições presidenciais de 2016, que venceu.

No entanto, o Presidente dos EUA, que foi sujeito a numerosas críticas, corrigiu no dia seguinte as suas declarações ao assegurar que se tinha exprimido de forma incorreta e que considerava ter existido uma interferência da Rússia, como têm indicado os serviços de informações norte-americanos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.