Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
33º
MIN 32º MÁX 33º

Edição

O leitor perguntou: Usar portáteis provoca infertilidade?

Há muito que utilizar um laptop no colo suscita debates e preocupações relativos aos efeitos negativos que essa prática poderá ter na fertilidade dos homens, sobretudo devido ao calor que esses aparelhos emanam.

O leitor perguntou: Usar portáteis provoca infertilidade?
Notícias ao Minuto

22:00 - 19/04/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Atenção homens

Mesmo atualmente, e apesar de muitos portáteis já não aquecerem tanto como os seus predecessores, homens que planeiem vir a ser pais devem ter em atenção uma série de riscos… que são reais de acordo com os especialistas.

“Os testículos dos homens localizam-se na parte exterior do corpo humano por um motivo”, diz o médico Jesse N. Mills, professor de urologia e diretor da Clínica dos Homens, na instituição de ensino superior UCLA, nos Estados Unidos.

Pesquisas que relacionam a infertilidade masculina com idas frequentes a jacuzzis, saunas e com outras fontes de “hipertermia escrotal” (em termos leigos um sobre aquecimento dos testículos), remontam a várias décadas. E há, de acordo com a ciência, uma ligação óbvia e negativa entre a exposição regular ao calor nessa zona do corpo e a quantidade e qualidade do esperma dos homens.

“O calor é um conhecido fator que impacta negativamente na fertilidade, e a temperatura escrotal aumenta de facto com o uso de laptops”, afirma o médico Yefim Sheynkin, professor de urologia na Universidade SUNY Stony Brook, que em 2005 coordenou um estudo que analisou os portáteis e o calor que estes geram. “Descobrimos que quando se colocam esses aparelhos no colo, a temperatura dos testículos aumenta significativamente, após uma hora registámos um aumento de cerca de 3ºC”.

O modo como os homens se sentam também pode, segundo os especialistas, agravar o problema. Sheynkin e os seus colegas concluíram que quando os indivíduos se sentam com os joelhos juntos, a temperatura corporal aumenta mesmo sem a utilização de um laptop. “Há dois pontos diferentes que importa ter em conta: o calor produzido pelo computador e a temperatura crescente devido às pernas se manterem juntas, ou seja, não pensem que se estão a precaver ao utilizarem por exemplo uma almofada por baixo daquele aparelho – o aquecimento vai ser ainda maior”, alerta.

Apesar deste e de outros estudos ainda não terem conseguido estabelecer um elo definitivo entre o uso de laptops e a ocorrência de infertilidade, e de ainda não ser evidente qual a quantidade de calor que um homem pode suportar até que isso afete a sua saúde reprodutiva, Sheynkin acredita que passar uma hora ou duas por dia com o computador ao colo pode de facto afetar os espermatozoides. “Se um laptop é usado diariamente, a temperatura testicular permanece elevada na maioria do tempo – não há uma margem suficiente para que volte ao normal”, diz.

Todavia, se não quer ter filhos pode respirar. De acordo com o professor, o calor dos portáteis não pousa outros riscos para a saúde, incluindo de aparecimento de tumores ou cancros.

Mas o aumento da temperatura do escroto, não é o único fator que influencia a fertilidade. Algumas pesquisas sugerem que as frequências eletromagnéticas emitidas por aparelhos digitais, incluindo os telemóveis ou tablets, podem vir a colocar dificuldades a nível reprodutivo tanto para os homens como para as mulheres.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.