Meteorologia

  • 24 ABRIL 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

Wi-Fi pode aumentar risco de aborto, diz estudo

Além da rede Wi-Fi, os smartphones podem também contribuir para este risco.

Wi-Fi pode aumentar risco de aborto, diz estudo
Notícias ao Minuto

07:00 - 18/12/17 por Daniela Costa Teixeira

Lifestyle Ciência

Um recente estudo da divisão de pesquisa da Kaiser Permanente, nos Estados Unidos, aponta o dedo ao impacto negativo que o Wi-Fi e os smartphones têm nas mulheres grávidas.

Conta o Mirror que o estudo levado a cabo por cientistas norte-americanos concluiu que a radiação de campo magnético é a principal responsável pela associação entre os sinais de Wi-Fi e os smartphones com um maior risco de aborto, que pode chegar aos 48%.

A conclusão, publicada na revista Scientific Reports, surgiu depois de terem sido analisadas 913 mulheres em várias fases da gravidez. Cada uma das participantes fez-se acompanhar, durante o tempo de estudo, de um equipamento capaz de medir os níveis de radiação ao longo do dia.

Na prática, explica o estudo, as mulheres grávidas que são expostas a níveis mais alvos deste tipo de radiação são as que portam maior risco de perder o bebé de forma espontânea durante o período de gestação e tudo isto independentemente de outros fatores de risco, como a idade, a etnia, o tabagismo ou um histórico de abortos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.