Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Raquel Strada: "O que tenho visto acontecer nos dias de hoje, é atroz"

Influencer e blogger deixa mensagens inspiradora no Instagram, onde pede mais "amor".

Raquel Strada: "O que tenho visto acontecer nos dias de hoje, é atroz"

Apesar de não ser muito de escrever no Instagram, Raquel Strada decidiu recorrer à rede social, na madrugada desta sexta-feira, para deixar uma mensagem com os seguidores. Um texto onde a influencer e blogger pede para que as redes sociais não sejam palco do ódio, mas sim do amor. 

"Sei que não escrevo muito nas redes sociais, mas sempre foi uma escolha consciente. Sempre achei que as redes sociais (em particular esta), eram uma forma de partilha de emoções com o outro, através de imagens. Que eram a possibilidade que eu e vocês temos, deste lado do ecrã, de despertar sentimentos, vontades, até de viver novas experiências, tudo à distância de um scroll de uma imagem. Quase como uma forma de sonhar através da curadoria visual de cada um. Mas cada vez mais, quando penso neste tal despertar de sentimentos, penso na empatia", começou por refletir

"Colocarmo-nos no lugar do outro nunca foi fácil. Mas o que tenho visto acontecer nos dias de hoje, é atroz. Cada vez mais, vejo e leio, o apontar do dedo, o egoísmo, sem pensar que aquilo que criticamos, gozamos, desprezamos, pode eventualmente um dia acontecer connosco ou aos nossos e pode magoar de forma irrecuperável. Estes tempos são novos para todos, sim. Mas infelizmente, nem todos estão nas mesmas condições físicas e mentais para lhe sobreviver da mesma forma", destacou de seguida. 

"E por isso, mostrar um bocadinho mais de amor, carinho, pensar duas vezes antes de se dizer, ou escrever, se tornou tão importante. Isso sim, é a única coisa em que todos somos iguais. Na humanidade e no amor decidimos partilhar, com quem não conhecemos. A pandemia mudou o mundo, mas que não nos mude a nós e a nossa capacidade de amar. Por que isso é mesmo a melhor, senão a única coisa que levamos desta vida", rematou. 

Ver esta publicação no Instagram

Sei que não escrevo muito nas redes sociais, mas sempre foi uma escolha consciente. Sempre achei que as redes sociais (em particular esta), eram uma forma de partilha de emoções com o outro, através de imagens. Que eram a possibilidade que eu e vocês temos, deste lado do ecrã, de despertar sentimentos, vontades, até de viver novas experiências, tudo à distância de um scroll de uma imagem. Quase como uma forma de sonhar através da curadoria visual de cada um. Mas cada vez mais, quando penso neste tal despertar de sentimentos, penso na empatia. Colocarmo-nos no lugar do outro nunca foi fácil. Mas o que tenho visto acontecer nos dias de hoje, é atroz. Cada vez mais, vejo e leio, o apontar do dedo, o egoísmo, sem pensar que aquilo que criticamos, gozamos, desprezamos, pode eventualmente um dia acontecer connosco ou aos nossos e pode magoar de forma irrecuperável. Estes tempos são novos para todos, sim. Mas infelizmente, nem todos estão nas mesmas condições físicas e mentais para lhe sobreviver da mesma forma. E por isso, mostrar um bocadinho mais de amor, carinho, pensar duas vezes antes de se dizer, ou escrever, se tornou tão importante. Isso sim, é a única coisa em que todos somos iguais. Na humanidade e no amor decidimos partilhar, com quem não conhecemos. A pandemia mudou o mundo, mas que não nos mude a nós e a nossa capacidade de amar. Por que isso é mesmo a melhor, senão a única coisa que levamos desta vida.

Uma publicação partilhada por  (@raquelstrada) a 29 de Out, 2020 às 10:08 PDT

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório