BCE aprova nova administração da CGD

O regulador europeu autorizou a acumulação de António Domingues nos cargos de CEO e chairman da CGD. Mas esta decisão só é válida por seis meses. Além disso, oito administradores não executivos foram chumbados por excesso de cargos.

© REUTERS
Economia Bancos

A futura administração do banco público, que esta quarta-feira recebeu 'luz verde' do Banco Central Europeu (BCE), vai ser liderada por António Domingues que passará a ocupar o cargo que até ao final deste mês ainda é de José de Matos.

PUB

A informação está a ser avançada pela SIC Notícias citando um comunicado emitido esta noite pelo gabinete do ministro das Finanças que refere que não só foi aprovada a estrutura de governação proposta pelo Governo, como tiveram parecer favorável os nomes indicados para os corpos sociais da CGD, que muita tinta fizeram correr nos últimos dias.

Mas há alguns pormenores a ter em conta. O BCE 'bateu o pé' quanto à acumulação de funções dos administradores mas, acrescenta o comunicado, o Governo conseguiu chegar a um acordo, dando efeito a essa decisão por seis meses e prometendo revê-la em fevereiro.

"A separação das funções de presidente do Conselho de Administração e de Presidente da Comissão Executiva foi considerada necessária no prazo de seis meses. Período esse que o Governo utilizará para analisar com o Banco de Portugal e com o BCE esta questão", explica o Ministério das Finanças, sublinhando porém que o regulador "aprovou a acumulação pelo Dr. António Domingues das funções de Presidente do Conselho de Administração e da Comissão Executiva".

O BCE atestou ainda a "adequação e a idoneidade de sete administradores-executivos propostos, de quatro administradores não-executivos e dos quatro membros do Conselho Fiscal".

Assim sendo, o número final (e total) de novos administradores do banco público é de 11, dos quais sete são executivos: António Domingues (presidente), Emídio Pinheiro, João Tudela Martins, Pedro Leitão, Tiago Marques, Henrique Cabral Menezes e Paulo Silva; e, quatro não executivos. O Conselho Fiscal terá mais quatro membros.

Esta equipa de gestão tomará posse a 24 de agosto, uma semana antes do fim do prazo acordado, a pedido do Governo, com a atual administração.

[Notícia atualizada às 22h49]

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser