Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

AECTDuero-Douro cria sistema que permite poupar 92% da fatura

O AECT Duero-Douro, em parceria com os municípios transfronteiriços do Nordeste Transmontano, Beira Interior e das províncias espanholas de Zamora e Salamanca, colocou em prática um sistema que baixa o valor da fatura da luz em 92%, foi hoje divulgado.

AECTDuero-Douro cria sistema que permite poupar 92% da fatura
Notícias ao Minuto

19:12 - 28/10/21 por Lusa

Economia Energia

"Trata-se de um modelo pioneiro entre todos os conhecidos até ao momento onde a energia é produzida pelos municípios, sem taxas nem impostos", explicou a Lusa o diretor geral do Agrupamento de Cooperação Territorial (AECT) Duero-Douro, José Luís Pascual.

Este modelo permite que, mediante a instalação de painéis fotovoltaicos em telhados dos edifícios pertencentes às autarquias, se possa produzir energia elétrica que depois é injetada na rede de distribuição.

De acordo com o responsável, para que este projeto fosse viável, foi criada em 2017 a primeira cooperativa de energia transfronteiriça Efiduero Energy SCEL.

"O autoconsumo coletivo apresenta-se como uma alternativa aos modelos tradicionais utilizados pelos grandes grupos produtores de eletricidade e contribui para travar o monopólio de produção energética existente em Portugal e Espanha", vincou aquele responsável.

Segundo José Luís Pascoal, o objetivo é executar uma centena de instalações de autoconsumo em concelhos como Vinhais, Freixo de Espada à Cinta, Mogadouro, Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança. Já no distrito da Guarda, o projeto será instalado em Vila Nova de Foz Côa e Sabugal, sendo estes alguns dos municípios portugueses onde se espera começar a executar o projeto até ao final de 2021.

Esta iniciativa tem também em funcionamento 200 instalações em várias localidades de Salamanca, Zamora e na zona transfronteiriça com Portugal, onde o AECT Duero-Douro realizou um investimento de 3,5 milhões de euros.

De acordo com dados enviados à Lusa pelo AECT Duero-Douro, uma família média em Espanha e Portugal paga atualmente 300 euros por Megawatt /hora na fatura da luz, quando as famílias das localidades de Salamanca e Zamora onde o modelo já está a ser implementado pagam 24 euros por pela mesma potência distribuída.

"Concretamente, estas instalações são de 15.75 kW e constam de 35 painéis de 450W. Através do autoconsumo coletivo estarão a beneficiar desta energia tanto as autarquias como as empresas ou particulares com contrato de energia elétrica nas localidades", concretizou José Luís Pascoal.

Para o responsável pelo AECT Duero- Douro, isto é uma realidade graças ao sistema de produção de energia elétrica em autoconsumo coletivo.

O projeto tem como objetivo promover o desenvolvimento rural através da eficiência energética e do desenvolvimento sustentável.

"Trata-se de um projeto pioneiro baseado na criação de um sistema que promova a independência energética das pequenas comunidades rurais convertendo-as num polo de atração de investimento de empresas e por conseguinte na criação de emprego. Tudo através de uma fonte de energia renovável e amiga do meio ambiente como a energia solar", concretizou o responsável.

Através deste projeto, estima-se que o conjunto total das instalações pode produzir ao ano 5.000 megawatts por hora e reduzindo as emissões de CO2 em 4.537,42 toneladas por ano. Em termos monetários, a poupança situar-se-ia em 1.176.323 euros por ano.

O projeto prevê que uma centena destas instalações se execute em Espanha, das quais mais de 50 já se encontram em funcionamento em algumas localidades.

O AECT Duero-Douro foi criado em 2009 com cerca de duas centenas de entidades associadas  e desde então tem vindo a desenvolver varias iniciativas no território transfronteiriço das províncias de Salamanca e Zamora no lado de Espanha e nas regiões portuguesas de Trás-os-Montes, Douro e Beira Interior Norte do lado português .

O seu principal objetivo é o de impulsionar o desenvolvimento rural através de diferentes projetos europeus de cooperação transfronteiriça.

Leia Também: Poupar o ambiente e a carteira: Dicas para reduzir as faturas da energia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório