Meteorologia

  • 04 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Petróleo em mínimo de cinco meses por causa de novos confinamentos

Petróleo está a negociar em mínimos de maio, altura em que a Europa estava a sair do primeiro confinamento.

Petróleo em mínimo de cinco meses por causa de novos confinamentos

O petróleo caiu para um mínimo de cinco meses, na manhã desta segunda-feira, penalizados pelos novos desenvolvimentos em torno da pandemia, que levaram vários países a anunciar novos confinamentos para conter a propagação do novo coronavírus

De acordo com o Guardian, o petróleo caiu 4% esta manhã para 36,41 dólares por barril, com os investidores a reagirem ao novo confinamento no Reino Unido

Este é um mínimo de maio, altura em que a Europa estava a sair do primeiro confinamento, de acordo com o mesmo jornal. 

O novo confinamento em Inglaterra pode durar mais do que as quatro semanas previstas se as taxas de infeção do novo coronavírus não caírem suficientemente depressa, disse o ministro do Conselho de Ministros britânico, Michael Gove.

Nas últimas semanas, o número de novas infeções aumentou rapidamente em todo o continente europeu, especialmente na Bélgica, República Checa, França, Espanha e Reino Unido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório