Meteorologia

  • 26 MAIO 2020
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 32º

Edição

Acolher sem-abrigo e refugiados? Prazo para submeter pedido já arrancou

Formalização de pedidos à demonstração de interesse para o funcionamento de Centros de Alojamento de Emergência Social (CAES), destinados a pessoas em situação de sem-abrigo e a refugiados, decorre até ao dia 31 de outubro.

Acolher sem-abrigo e refugiados? Prazo para submeter pedido já arrancou

Está aberto o prazo para que sejam submetidos os pedidos de demonstração de interesse com vista ao funcionamento dos Centros de Alojamento de Emergência Social (CAES), ou seja, dos alojamentos destinados a pessoas em situação de sem-abrigo e refugiados. 

Assim, as entidades interessadas em pertencer ao projeto devem submeter o pedido até ao dia 31 de outubro de 2019, de acordo com a informação disponibilizada pela Segurança Social

"Assim, avisam-se todas as entidades interessadas que decorre, entre 27 de setembro e 31 de outubro de 2019, a fase de formalização de pedidos à demonstração de interesse com vista ao funcionamento dos suprarreferidos Centros de Alojamento de Emergência Social (CAES)e cujos pedidos devem ser formalizados mediante o preenchimento do formulário disponível no site da Segurança Social", pode ler-se. 

Ora, esta iniciativa surge por parte da Segurança Social, que quer "estabelecer novos protocolos com as entidades que manifestem interesse em assegurar o funcionamento de Centros de Alojamento de Emergência Social", aponta a instituição. 

O formulário, disponível neste site, deve ser remetido até à data limite acima estabelecida para o email [email protected], a partir do qual a "entidade fará a apresentação do seu projeto"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório