Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Empresas precisam de estabilidade nas políticas públicas, diz ministro

O ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que as empresas precisam de estabilidade das políticas públicas para continuar a melhorar estruturalmente a economia.

Empresas precisam de estabilidade nas políticas públicas, diz ministro
Notícias ao Minuto

14:18 - 11/09/19 por Lusa

Economia Siza Vieira

"Os agentes económicos precisam de previsibilidade naquilo que são as políticas públicas. Quando se estão a fazer estratégias de cooperação entre as empresas, instituições de ensino superior e instituições públicas para melhorar a formação profissional e a investigação e desenvolvimento, é importante que o Estado seja previsível, porque sem isso não é possível continuar a melhorar estruturalmente a nossa economia", disse.

Siza Vieira falava na Universidade de Aveiro, onde presidiu à assinatura de 10 "Pactos Setoriais para a Competitividade e Internacionalização".

Os setores que subscreveram os pactos correspondem a mais de 576 mil empregos e ultrapassam os 60 mil milhões de euros em volume de negócios, segundo dados divulgados pelo próprio Ministério da Economia.

Segundo o ministro, a "economia está hoje mais robusta e mais competitiva internacionalmente e os 'clusters' são um bom exemplo disso", mas a conjuntura internacional "é algo que tem altos e baixos"

"O importante é assegurar que as empresas portuguesas estão mais bem preparadas para poder aproveitar os momentos altos do ciclo económico e resistirem melhor aos momentos menos bons do ciclo económico", declarou.

Siza Vieira destacou que os subscritores dos pactos são "muito vocacionados para a exportação", representando cerca de 55% das exportações nacionais e "têm um contributo para o emprego muito grande".

"O que viemos aqui fazer foi também assumir compromissos de mais médio prazo entre o Estado e estes setores, para os ajudar a concretizar os objetivos estratégicos que definiram, em termos de emprego, valor acrescentado, e exportações", explicou.

Os acordos hoje assinados dizem respeito a 'clusters' reconhecidos pelo IAPMEI em 2017, no âmbito do Programa Interface, e que são: AED Cluster, Plataforma Ferroviária Portuguesa, Cluster de Competitividade da Petroquímica, Química Industrial e Refinação, Cluster do Calçado e da Moda, Cluster do Mar Português, Cluster Portugal Mineral Resources, Cluster Habitat Sustentável, Smart Cities Portugal Cluster, Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda, e TICE.PT.

Em março e abril, o Governo assinou os primeiros seis Pactos Setoriais de Competitividade e Internacionalização, que materializam um conjunto de novas iniciativas nos domínios da digitalização das indústrias (i4.0), da capacitação de recursos humanos, na consolidação dos fatores de atratividade externa do país, na internacionalização e na promoção da investigação e desenvolvimento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório