Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2019
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 18º

Edição

"Itália é exemplo de crise silenciosa sem corrida aos depósitos"

O economista Andrei Shleifer afirmou, em entrevista à Lusa, que a banca italiana é uma das "questões-chave" na Europa, sendo "exemplo de uma crise silenciosa sem corrida aos depósitos", que poderá 'explodir' a qualquer momento.

"Itália é exemplo de crise silenciosa sem corrida aos depósitos"
Notícias ao Minuto

14:24 - 31/08/19 por Lusa

Economia Andrei Shleifer

"Uma das questões-chave que é interessante para a Europa neste momento, e isto tem-se vindo a arrastar há anos, é a Itália", disse o académico mais citado do mundo de acordo com o índice RePEc, à margem do 46.º encontro anual da Associação Europeia de Finanças, que decorreu entre 21 e 24 de agosto na Nova School of Business and Economics (SBE), em Cascais, distrito de Lisboa.

"O sistema bancário italiano está obviamente completamente estragado, ninguém duvida disto, o que teve um enorme efeito adverso no crescimento [económico]. É um exemplo de uma crise silenciosa sem corrida aos depósitos, mas a Itália está no meio de uma completa crise bancária, em movimento lento", considerou.

Questionado pela agência Lusa sobre se uma crise bancária poderia 'explodir' a qualquer momento, como aconteceu com o banco Lehman Brothers, nos Estados Unidos, em 2008, Shleifer respondeu que "se pode perfeitamente imaginar isso a acontecer em Itália".

"Na Grécia, se se lembrar bem, sofreu-se a crise e ela foi extremamente lenta. Perguntavam 'por que motivo irão as pessoas retirar dinheiro dos bancos gregos?'. Demorou dois anos, mas um dia aconteceu. E em Itália isto está a acontecer há pelo menos 10 anos, por isso não se sabe [quando poderá acontecer]", lembrou o académico que leciona na Universidade de Harvard.

"Os bancos italianos não estão a fazer dinheiro. O ponto que eu gostaria de salientar é que isto [uma crise] não acontece do nada. Se há uma reversão no preço das casas, se os bancos começam a perder dinheiro, haverá um ano ou dois antes de vermos uma crise plena", reforçou.

Andrei Shleifer afirmou ainda que se "se acreditar nos números", a economia americana está menos vulnerável do que a europeia.

"Se acreditar nos números, a economia americana está muito melhor que a europeia, e o sistema bancário americano está muito melhor capitalizado que o sistema bancário europeu, portanto mesmo no caso de um choque adverso, o setor bancário [americano] aguentaria", considerou.

Contudo, o economista referiu que se "se pensar que os testes de 'stress' foram manipulados, ou que a contabilidade dos bancos dos Estados Unidos foi manipulada, fica-se mais nervoso".

Questionado se há razões para equacionar tal cenário, Andrei Shleifer respondeu que "há muita arte no que diz respeito à contabilidade dos bancos" e que o cenário "é provavelmente pior na Europa do que nos Estados Unidos".

"Perguntou-me se os reguladores europeus estão prontos para reestruturar os bancos italianos. Não me parece ser o caso", disse Andrei Shleifer à Lusa.

O economista classificou o sistema bancário europeu de "engraçado", uma vez que "por um lado temos um regulador europeu" e por outro "deixa-se espaço para resgates nacionais".

Segundo Shleifer, a questão essencial é saber "até que ponto irão as autoridades nacionais estar dispostas a resgatar as suas instituições financeiras".

"A resposta é que irão. Na Alemanha certamente, e em França sempre. Não há instituição em França que o Governo não ache que não valha a pena resgatar", sublinhou.

Andrei Shleifer elogiou ainda o presidente cessante do Banco Central Europeu, Mario Draghi.

"Acho que foi um excelente banqueiro central. Eu percebo que toda a gente goste dele", disse, acrescentando que "ele estará quase de certeza certo em que o banco central se deva tornar mais proativo".

Para o futuro da economia europeia, Andrei Shleifer crê que "muito irá depender da Alemanha e de Itália".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório