Meteorologia

  • 15 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Trabalhadores podem faltar no 1.º dia de aulas dos filhos (mas nem todos)

A medida aplica-se a todos os trabalhadores do Estado, desde que os filhos sejam menores de 12 anos.

Trabalhadores podem faltar no 1.º dia de aulas dos filhos (mas nem todos)
Notícias ao Minuto

08:17 - 14/06/19 por Noticias ao Minuto 

Economia funcionários públicos

Os trabalhadores da Função Pública vão poder faltar ao trabalho no primeiro dia de aulas os filhos, de acordo com uma resolução aprovada em Conselho de Ministros. No entanto, só estão abrangidos pela medida os funcionários que tenham filhos menores de 12 anos.

A medida está integrada no Programa 3 em Linha e tem como objetivo "promover um melhor equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, procurando melhorar o índice de bem-estar dos trabalhadores", pode ler-se no comunicado do Governo. 

Esta medida está em linha com as reivindicações dos sindicatos, que pediam que os funcionários pudessem faltar durante um dia completo, tal como anunciou a Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP) em maio

Este programa do Governo de conciliação da vida profissional, pessoal e familiar visa "incentivar práticas que favoreçam um melhor balanço vida-trabalho e promovam uma maior igualdade entre mulheres e homens", de acordo com o mesmo documento.

O regime aplica-se a todos os trabalhadores da Administração Pública central, regional e local, com vínculo de emprego público regido pela Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP), ou com relação jurídica de emprego regida pelo Código do Trabalho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório