Meteorologia

  • 24 MARçO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Fundo Resolução: "Saberão que dinheiro dos contribuintes não foi cobrado"

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, disse hoje que "no futuro" os contribuintes "vão perceber" que o seu dinheiro não foi cobrado no Fundo de Resolução.

Fundo Resolução: "Saberão que dinheiro dos contribuintes não foi cobrado"
Notícias ao Minuto

17:38 - 22/02/19 por Lusa

Economia Carlos Costa

"Tenho a certeza que no futuro, quando o tempo for o certo, as pessoas vão perceber que o dinheiro dos contribuintes não foi cobrado" no Fundo de Resolução, disse Carlos Costa, durante a conferência 'Desafios enfrentados pelo Eurosistema', em que é orador o governador do Banco de França.

Carlos Costa acrescentou que "a cobrança no setor bancário não foi tão grande como tínhamos antecipado, e portanto o ponto principal é que a confiança no setor bancário por parte dos depositantes foi preservada sem fugas e controlos de capitais".

Recorrendo a uma metáfora, Carlos Costa comparou o uso de mecanismos de resolução a uma ida ao hospital para realizar uma cirurgia.

"Não é nada que alguém queira fazer, mas só se vai para uma cirurgia quando se tem um acidente. Estava-se a pedir um acidente? Não, mas acontece", comparou.

O Fundo de Resolução é uma entidade da esfera pública gerida pelo Banco de Portugal, comparticipada pelos outros bancos, e que detém 25% do Novo Banco.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório