Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Economia da África Austral vai continuar a crescer em 2019

O crescimento económico da África Austral deverá registar um abrandamento no quarto trimestre de 2018, mas ainda assim vai manter-se forte em linha com o comportamento recente para 2019, revela a análise desta semana da consultora Capital Economic.

Economia da África Austral vai continuar a crescer em 2019
Notícias ao Minuto

16:44 - 13/01/19 por Lusa

Economia Capital Economic

O Gabão, que viveu uma tentativa de golpe de Estado é um dos casos mais complexos da região, refere a consultora, embora este tipo de crises seja menos frequente numa região onde o funcionamento das instituições tem vindo gradualmente a melhorar e a fortalecer-se.

A análise semanal da consultora considera que a região sul-africana registou no quarto trimestre de 2018 um abrandamento face a um terceiro trimestre muito forte, mas vai manter-se robusta até ao final do ano.

A indústria registou um decréscimo de 2.8%, em outubro, para 1.6%, em novembro. Mas, ainda assim mantém-se em níveis elevados e dentro dos padrões recentes. E a análise dos números da produção industrial em dezembro sugerem que as condições favoráveis mantiveram-se no último mês.

Tendo em conta os preços do petróleo, um alívio da inflação, e um relativo fortalecimento dos negócios, a consultora estima também que o crescimento económico na região vai fortalecer-se em 2019, caminhando para cerca de 1,5% contra 0.5% em 2018.

A tentativa de golpe de Estado no Gabão veio recordar um turbulento passado africano, mas verifica-se que as tomadas militares do poder em África estão a ser cada vez mais raras, defende.

Desde 1965, passaram-se 16 anos sem golpes militares com sucesso na região, 11 dos quais tiveram lugar depois do ano 2000.

Além disso, regista a consultora, estas tentativas de golpe de estado tem crescido, embora de forma limitada, nas pequenas economias.

Os três mais recentes aconteceram na Guiné-Bissau, Burkina Faso, e Zimbabué e não tiveram sucesso.

No topo 10 das economias, nada acontece, desde a Costa do Marfim em 1999.

O estabelecimento de instituições mais fortes e estáveis foi um dos fatores chave para impulsionar o crescimento das economias nas recentes décadas, recorda.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório