Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Wall Street fecha com variações mínimas

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje perto do equilíbrio, com os investidores divididos entre novas preocupações na frente comercial e uma série de estatísticas positivas sobre a economia dos Estados Unidos da América.

Wall Street fecha com variações mínimas
Notícias ao Minuto

23:38 - 14/09/18 por Lusa

Economia Bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o elitista Dow Jones Industrial Average valorizou 0,03%, para os 26.154,67 pontos, tanto quanto o alargado, que fechou nos 2.904,98.

Já o tecnológico Nasdaq cedeu 0,05%, para as 8.010,04 unidades.

A praça nova-iorquina infletiu o sentido da evolução de forma repentina a meio da sessão, no seguimento de informações sobre a intenção do Presidente norte-americana, Donald Trump, aplicar mais tarifas alfandegárias às importações provenientes da China.

Esta intenção afasta a perspetiva de um acordo iminente entre Pequim e Washington, apesar de dirigentes dos dois países se declararem prontos para retomar oficialmente o diálogo.

Porém, Quincy Krosby, da Prudential, relativizou esta mais recente ameaça da Trump, considerando que "pertence à sua lógica negocial".

E os investidores já se "habituaram a decifrar as segundas intenções do Presidente para o comércio" internacional. Desta forma, esta analista de mercado não se admirou que os índices tenham acabado por recuperar no final da sessão.

No início, porém, os investidores tinham-se mostrado algo hesitantes perante uma série de estatísticas.

Depois de vários números mostrarem um recuo surpreendente dos preços na produção e um progresso modesto dos preços no consumo em agosto, as autoridades norte-americanas indicaram que os preços dos produtos importados pelos EUA tinham descido 0,6% no mesmo período.

"Estes dados sugerem que a inflação não está em vias de acelerar e a Fed [Reserva Federal, banco central dos EUA] poderia, em consequência, subir mais lentamente do que previsto as suas taxas diretoras" de juro, destacou Krosby.

Garante da estabilidade dos preços, a Fed pode acelerar ou diminuir a subida das taxas de juro, em função da situação. Ora, os investidores, que têm beneficiado em muito com as taxas baixas nos últimos anos, receiam ver este maná afastar-se.

A produção industrial, por seu lado, aumentou em agosto pelo terceiro mês consecutivo. E se as vendas no comércio retalhista progrediram abaixo das previsões este mês, as autoridades, por outro lado, reviram em forte alta os números relativos a julho.

Acresce que índice da Universidade do Michigan sobre a confiança dos consumidores mostrou uma melhoria acentuada em setembro.

No conjunto da semana, os índices encerraram com ganhos: o Dow Jones valorizou 0,9%, o Nasdaq avançou 1,4% e o S&P500 progrediu 1,2%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório