Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Austeridade acabou na Grécia mas as reformas devem prosseguir

O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, assegurou hoje, um dia antes do encerramento do programa de resgate à Grécia, que a austeridade "acabou", mas que o país deve continuar a aplicar reformas económicas.

Austeridade acabou na Grécia mas as reformas devem prosseguir
Notícias ao Minuto

16:59 - 19/08/18 por Lusa

Economia Pierre Moscovici

"Claramente, a realidade no terreno continua a ser difícil. O tempo de austeridade acabou, mas o fim do programa não é o fim do caminho das reformas", disse, em comunicado, Pierre Moscovici.

De acordo com o comissário europeu, "ainda há muito trabalho a ser feito para que a Grécia possa sustentar-se", sublinhando que "reduzir a dívida pública e continuar as reformas deve ser a principal prioridade do Governo grego".

Moscovici assegurou ainda que o programa de monitorização que será aplicado à Grécia não constitui um quarto resgate "disfarçado", nem "implica novas medidas ou reformas".

Para o comissário, a conclusão do programa representa "um momento histórico" para a Grécia e para toda a Europa.

Também hoje, o diretor do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), Klaus Regling, congratulou-se com a recuperação da autonomia da Grécia, na saída do último programa de resgate, apontando que o país será "uma história de êxito".

"Há algum tempo nada faria crer que Portugal, Espanha, Irlanda e Chipre seriam histórias de êxito. Refiro-me sempre a estes países como as nossas quatro histórias de sucesso. Agora poderei incluir a Grécia neste grupo", seguindo sempre as reformas acordadas, disse Klaus Regling ao diário grego News247.

Klaus Regling lembrou ainda a importância de a Grécia continuar as reformas realizadas e concretizar os compromissos firmados com as instituições credoras.

A Grécia concretiza na segunda-feira a saída do seu terceiro programa de assistência, numa data histórica para o país e para a zona euro, que vira a página sobre oito anos de resgates.

A Grécia, o país europeu mais atingido pela crise económica e financeira, foi o primeiro e último a pedir assistência financeira - e o único "reincidente" -, e a conclusão do seu terceiro programa assinala também o fim do ciclo de resgates a países do euro iniciado em 2010, e que abrangeu também Portugal (2011-2014), Irlanda, Espanha e Chipre.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório