Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Lucro da Sonae Sierra cai 8% no 1.º semestre para quase 59 milhões

A Sonae Sierra registou no primeiro semestre 58,9 milhões de euros de lucro, menos 8% do que em igual período do ano anterior, foi hoje anunciado.

Lucro da Sonae Sierra cai 8% no 1.º semestre para quase 59 milhões
Notícias ao Minuto

16:54 - 09/08/18 por Lusa

Economia Empresa

"A Sonae Sierra registou um resultado líquido de 58,9 milhões de euros no primeiro semestre de 2018, que compara com os 64,2 milhões registados em igual período do ano passado. O decréscimo é resultante da redução do resultado indireto", disse, em comunicado, a Sonae Sierra.

Nos primeiros seis meses do ano, o resultado indireto foi de 25,9 milhões de euros, 24% abaixo do valor totalizado no período homólogo, devido, essencialmente, "a um menor aumento da avaliação das propriedades de investimento".

Por sua vez, o resultado direto ascendeu a 33 milhões de euros, um aumento de 9,3% em comparação com igual período de 2017, "reflexo do maior EBIT e de melhores resultados financeiros".

Já o resultado operacional (EBIT) atingiu 51,8 milhões de euros, uma subida de 3,7% face ao período homólogo, potenciado pelo "crescimento do volume de negócios e margens" na prestação de serviços.

"O desempenho operacional dos centros comerciais melhorou no primeiro semestre de 2018, com as vendas dos lojistas e as rendas a aumentar em todo o portefólio, ao mesmo tempo garantindo uma taxa de ocupação elevada e estável em todas as geografias", indicou o presidente executivo da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, no comunicado.

De acordo com os dados da dona do centro comercial Colombo e do Vasco da Gama, as vendas dos lojistas registaram um crescimento global de 2,5% (excluindo variação cambial) e de 3% no portfólio europeu, com uma subida de 2,1% em Portugal e de 15,1% em Espanha.

Até ao final de junho, a empresa refinanciou o empréstimo obrigacionista e a dívida de vários centros comerciais num total de 672 milhões de euros.

O custo médio da dívida fixou-se em 3,3%, menos 0,5 pontos percentuais do que em 2017.

No total, o passivo fixou-se em 1.299 milhões de euros, que compara com os 1.245 milhões de euros registados no final de dezembro de 2017.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório