Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Economias africanas devem "acelerar para 4,1%" este ano

As economias de África devem acelerar para 4,1% este ano, de acordo com o Relatório do Comércio Africano, divulgado hoje em Abuja durante os Encontros Anuais do Banco Africano de Exportações e Importações (Afreximbank).

Economias africanas devem "acelerar para 4,1%" este ano
Notícias ao Minuto

08:11 - 13/07/18 por Lusa

Economia Afreximbank

"O crescimento nas economias africanas deverá acelerar para 4,1% em 2018, subindo relativamente aos 3,7% de 2017, alicerçado na contínua recuperação das economias desenvolvidas e no aumento da procura mundial, com repercussões positivas para os preços das matérias primas e para o comércio de mercadorias africanas no curto prazo", lê-se no documento.

"Os principais fatores que deverão acelerar o crescimento económico no continente são o fortalecimento das principais economias produtoras de petróleo, especialmente a Nigéria, Angola e Líbia, em conjunto com um mais forte crescimento económico no Egito e a melhoria das condições macroeconómicas e do ambiente de negócios", destaca-se no relatório.

O documento foi apresentado pelo presidente do Afreximbank como um contributo para o fortalecimento do comércio entre os países africanos, um dos principais temas em debate em Abuja, no seguimento da assinatura da Zona Livre de Comércio Africana (CFTA, na sigla em inglês).

Nele, explica-se que África representa apenas 3% do comércio mundial e que a participação do continente na cadeia de valor global "continua a ser mínima", o mesmo acontecendo com a percentagem de comércio continental em comparação com as trocas comerciais com outras regiões do mundo.

"Em termos de comércio intra-africano, África continua muito atrás de outras regiões que aproveitaram o vibrante comércio com os vizinhos para sustentar o crescimento e o desenvolvimento económico, bem como a integração na economia global", lê-se no relatório de 59 páginas.

As nações africanas trocam entre si cerca de 15% do comércio total, uma percentagem que compara com os 68% na Europa, 37% na América do Norte e 20% na América Latina.

O Afreximbank, cujos Encontros Anuais decorrem até sábado em Abuja, a capital da Nigéria, é um banco de apoio ao comércio, exportações e importações em África e foi criado em Abuja, em 1993.

Com um capital social de 5 mil milhões de dólares, o Afreximbank está sediado no Cairo.

Os acionistas são entidades públicas e privadas divididas em quatro classes e dele fazem parte governos africanos, bancos centrais, instituições regionais e sub-regionais, investidores privados, instituições financeiras, agências de crédito às exportações e investidores privados, para além de instituições financeiras não africanas e de investidores em nome individual.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório