Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

"Estou muito feliz por estar de volta a este grande clube europeu"

Ricardo Sá Pinto regressou à Bélgica para assumir o comando técnico do Standard Liège, o último clube que representou enquanto jogador. Em entrevista ao Desporto ao Minuto, o técnico português revela o que o motivou a aceitar o convite belga e desvenda os objetivos para a nova temporada.

"Estou muito feliz por estar de volta a este grande clube europeu"
Notícias ao Minuto

08:00 - 03/08/17 por Francisco Amaral Santos c/ Carlos Pereira Fernandes

Desporto Sá Pinto

Ricardo Sá Pinto não esconde a felicidade por ter voltado à Bélgica, mas desta vez na condição de técnico. O treinador português assumiu o controlo do Standard Liège, precisamente a última equipa que representou enquanto jogador profissional. 

Depois de, na última temporada, ter orientado os gregos do Atromitos, o treinador  de 44 anos regressa ao Standard com o objetivo de colocar o emblema belga nos seis primeiros lugares do campeonato, atingindo assim a fase de play-off de apuramento de campeão. 

Aos jogadores, Sá Pinto já fez saber que para estar dentro de campo, há quatro coisas que devem ter em mente: sede de vencer, ambição, paixão e sacrifício.

Em entrevista ao Deporto ao Minuto, Sá Pinto revela o que o motivou a aceitar o convite do Standard e faz também um balanço positivo daquilo que foram os primeiros meses ao serviço do clube belga. 

Notícias ao Minuto

Como surgiu o convite do Liège? 

O convite surgiu através do diretor desportivo do Standard. Gostaram do meu percurso e do meu perfil de treinador e acharam que eu era o homem certo para ocupar o lugar de treinador no Liège. 

Foi precisamente no Liège onde o Sá Pinto acabou a carreira enquanto jogador. Esse facto pesou na decisão de regressar à Bélgica? 

Claro, tive uma experiência muito positiva no Standard, enquanto jogador, poder regressar para treinar este clube é importante. Estou muito motivado e focado neste desafio. Estou muito feliz por estar de volta a este grande clube europeu.

Que realidade encontrou? Há uma evolução no futebol belga? 

O futebol belga sempre foi reconhecido e muito competitivo. A  Jupiler League sempre teve bons jogadores, bons clubes e sempre foi muito desafiante.

E no Standard? Também denota algumas mudanças e alterações no clube comparativamente ao que experienciou enquanto jogador? 

Claro que houve mudanças e alterações, passaram 10 anos. Continua a ser um grande clube, com aspirações e ambições. É um grande clube Europeu e um clube cimeiro do futebol belga.

Notícias ao Minuto

O Sá Pinto é um treinador ambicioso e que gosta de desafios. O Liège ficou em 9.º lugar na última temporada e a última vez que foi campeão foi em 2008/09. Quais os objetivos para esta época? Lutar pelo título ou focar-se num lugar que dê acesso às competições europeias? 

O objetivo principal assumido por todos é conseguir um lugar no play-off 1, ou seja, ficar nos primeiros seis lugares.

Atualmente o fator psicológico é tão importante numa equipa como o fator físico. Depois de na última temporada terem passado diferentes técnicos pelo comando técnico do Liège, qual tem sido a resposta dos jogadores às metodologias do Sá Pinto?

Tem sido muito positiva, fizemos uma boa pré-época, os jogadores estão motivados e empenhados. Sou um treinador que exige dos jogadores a ‘vontade de vencer’, que sejam aguerridos e lutadores. Acredito que quem tem paixão pelo jogo e que nunca desiste está mais perto de vencer.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório