Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Sporting - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

Silas: "Nunca pensei chegar ao Sporting tão cedo"

Treinador do Sporting falou sobre a sua chegada a Alvalade, a velocidade da sua ascensão e a responsabilidade inerente ao facto de estar na liderança da equipa principal.

Silas: "Nunca pensei chegar ao Sporting tão cedo"

Em entrevista à Sporting TV, Silas abriu o coração e comentou tudo o que envolve a sua chegada ao comando técnico do Sporting. O técnico dos verde e brancos afirmou que não esperava dar o salto tão cedo e confessou que sente o peso da responsabilidade.

Ainda assim, o orgulho é muito e admite que está a viver um sonho que não conseguiu concretizar enquanto jogador de futebol.

Chegada ao Sporting: Começar a treinar há muito pouco tempo e chegar ao Sporting é um feito assinalável. Aqui, com o peso da história, pensamos na grande responsabilidade que é ser o líder da equipa sénior do Sporting. Gosto de desafios e claro que é especial ser treinador do Sporting. Desejava que um dia podia chegar, mas não pensei que fosse tão depressa.

Comentador: Prefiro jogar ou treinar. Gosto sempre de falar de futebol, mas do que fiz é uma das coisas que gosto menos. A linha do comentário e a linha da crítica é difícil não a passarmos. Por isso é que não gosto tanto.

Quantas horas de futebol no dia a dia: Não sei precisar. Mas até a sonhar… Às vezes as melhores ideias nascem a sonhar, às 5h da manhã. Até mesmo a dormir sonho com o futebol.

Mais orgulhoso por vê-lo no Sporting: O meu pai. Foi a pessoa que mais me acompanhou. Também alguns amigos meus de infância, com quem me dou hoje, também se sentem assim. Mas não imagino ninguém mais orgulhoso que o meu pai. Ele é que me acompanhava sempre aos treinos.

Sonho: A primeira grande imagem que tenho do Sporting foi em 1982. Foi a primeira vez que vi a Alvalade ver um jogo e lembro-me daquela frente de ataque que era Manuel Fernandes, Oliveira e Jordão. Eu sempre pensei: ‘um dia quero ser como o Oliveira’. Era um grande jogador. Só há sete, oito anos atrás, é que pensei ser treinador. Nunca pensei chegar ao Sporting tão cedo. Ainda não tenho dois anos completos como treinador.

Ascensão: Disse ao Miguel García… ‘Quando começar a treinar, em dois anos vou estar na I Liga’. O Sporting nunca me passou pela cabeça, mas sabia que ia estar na I Liga. O Sporting é um desafio diferente e exige o melhor de nós.

Contratação: O Belenenses contratou alguém que ninguém conhecia e ninguém sabia o que ia sair dali. O Sporting já não. O Sporting quando pensa em nós já sabia o futebol que nós praticávamos. O Sporting quando pensou em nós, pensou: ‘É isto que nós queremos’. Temos uma ideia de jogo que não abdicamos. Podemos adaptar-nos ao princípio, mas com o passar do tempo vamos voltar ao nosso sistema. Tentar mandar no jogo com bola, porque é isso que nós acreditamos. Sei que é preciso defender, sei que é preciso jogar sem bola. Mas se poder jogar mais tempo com bola, sinto-me mais confortável. A minha ideia é sempre ter mais bola e concretizar isso, porque não basta ter bola. Temos jogadores com muita capacidade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório