Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Agosto foi mês do ano com mais espectadores nas salas de cinema

Os cinemas portugueses acolheram, em agosto, 734.835 espectadores, o que significa que foi o mês de 2021 com a maior assistência em sala, mas ainda longe dos dados pré-pandemia, revelou hoje o ICA.

Agosto foi mês do ano com mais espectadores nas salas de cinema
Notícias ao Minuto

16:46 - 14/09/21 por Lusa

Cultura ICA

Segundo os dados divulgados pelo Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), em agosto os cinemas registaram 734.835 espectadores e quatro milhões de euros de receita de bilheteira, o que representa quase quatro vezes mais do que agosto de 2020, que contabilizou 280 mil espectadores e 1,5 milhões de euros.

Este ano, agosto é o mês mais concorrido em idas ao cinema, comparando como todos os meses anteriores. Em julho tinham sido 602.548 espectadores e 3,3 milhões de euros de bilheteira.

Apesar desta subida, os dados estão ainda muito aquém da frequência regular dos portugueses nas salas de cinema, pré-pandemia da covid-19, ou seja, antes de março de 2020.

Em agosto de 2019, ainda segundo dados do ICA, os cinemas portugueses contabilizaram 1,8 milhões de espectadores e 9,9 milhões de euros de receita.

O filme mais visto pelos portugueses em agosto nos cinemas foi "O esquadrão suicida", de James Gunn, no qual entra a atriz portuguesa Daniela Melchior, com 138 mil espectadores.

"Bem Bom", de Patrícia Sequeira, foi o filme português com mais assistência em agosto, totalizando 80.128 espectadores.

Os dados do ICA indicam ainda que a NOS Lusomundo Audiovisuais lidera o mercado da distribuição de filmes em Portugal, com 51% das receitas de bilheteira, seguida da Cinemundo, com 35,5%.

Leia Também: MOTELX. O Nosso Reino vence melhor curta de terror europeia e portuguesa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório