Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Judith Teixeira e Emily Dickinson na programação da Casa Fernando Pessoa

Noites de Jazz e Poesia e Aulas de Poesia Mundial são algumas das iniciativas até ao final do ano, na Casa Fernando Pessoa (CFP), em Lisboa, depois da reabertura no passado dia 29 de agosto, foi hoje divulgado.

Judith Teixeira e Emily Dickinson na programação da Casa Fernando Pessoa
Notícias ao Minuto

11:17 - 27/10/20 por Lusa

Cultura Poesia

A CFP, no bairro de Campo de Ourique, reabriu no final de agosto, depois de 16 meses de obras de requalificação.

A poesia de Judith Teixeira (1880-1959), autora contemporânea de Pessoa, abre a programação, na próxima quinta-feira, às 18:30, no âmbito do ciclo "Aulas de Poesia Mundial", no auditório da CFP, "dadas por especialistas e apresentam poetas representados na coleção dos livros que pertenceram a Fernando Pessoa", segundo informação da CFP à agência Lusa.

A aula sobre a autora dos poemas "A Minha Colcha Encarnada" e "Sinfonia Hibernal" é apresentada por Fernando Cabral Martins, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Dois dias depois é abordada a poesia da norte-americana Emily Dickinson (1830-1886), da qual saiu recentemente, em Portugal, "Poemas Envelope", numa tradução de Mariana Pinto dos Santos e Rui Pires Cabral. A leitura dos poemas de Dickinson está a cargo de Lígia Soares.

As Noites de Jazz e Poesia realizam-se nos dia 06 e 07 de novembro, apresentadas pela CFP como "noites de diálogo entre a poesia em português e inglês e a música improvisada".

No dia 06, "apresentam-se quatro duetos com a poesia a marcar passo" e, no dia seguinte, "improvisação coletiva de quatro músicos com intervenções pontuais dos escritores".

Estas noites são organizadas pelo editor e tradutor Miguel Martins e contam com os autores ingleses Richard Price e Miriam Nash e com os portugueses Ricardo Marques e Filipe Homem Fonseca. A música fica a cargo de João Pedro Viegas (clarinete baixo), João Camões (viola d arco), Mário Rui (bateria) e Rui Godinho (piano).

A programação será registada e "disponibilizada mais tarde", ou transmitida em direto via Internet, como acontece com a aula sobre Emily Dickinson, segundo a mesma fonte.

Nesta casa, no n.º 18 da Rua Coelho da Rocha, em Lisboa, Fernando Pessoa viveu os últimos 15 anos de vida.

A CFP, um equipamento cultural camarário, encerrou em março do ano passado para obras de remodelação que tornaram "o edifício mais acessível e permitiu aumentar consideravelmente a área expositiva".

A exposição permanente inclui documentos vários e objetos que pertenceram a Pessoa. Constam também da exposição peças que permitem contar episódios da vida de Fernando Pessoa em Lisboa, onde teve mais de 16 moradas, e na África do Sul, onde passou a juventude e onde começou a construir a sua biblioteca particular, segundo a mesma fonte.

Do percurso expositivo estão também em destaque obras de arte em que o poeta é representado, nomeadamente um quadro de Almada Negreiros ou desenhos de Júlio Pomar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório