Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Lisboa: Exposição sobre o Homem na Península Arábica abre quinta-feira

O Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, inaugura na quinta-feira "uma exposição muito impactante" intitulada "Identidade e Cultura. Património Arqueológico de Sharjah", disse à agência Lusa o seu diretor.

Lisboa: Exposição sobre o Homem na Península Arábica abre quinta-feira
Notícias ao Minuto

22:00 - 13/11/19 por Lusa

Cultura Lisboa

A exposição está orçada em 280.000 euros, disse o responsável, realçando que o investimento "é bastante significativo", pois inclui as "prospeções arqueológicas no mar e em terra que alimentaram esta exposição".

Atualmente encontra-se uma missão arqueológica da UNL a trabalhar no sítio de Kelba Kor Kalba, naquele emirado, onde existem vestígios da presença portuguesa.

Um comunicado do Museu refere que "os portugueses foram os primeiros europeus a alcançar aquela região e a estabelecer relações com os líderes locais - um dos quais antepassado da atual família real de Sharjah".

Na inauguração, na quinta-feira, estão presentes a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e o emir de Sharjah, o sultão bin Muhammad Al-Qasimi.

"Nós estamos a trabalhar com a AAAS, o nosso parceiro que tem uma relação com a UNL, que tem uma equipa mista que trabalha na área de arqueologia", disse à Lusa o diretor. António Carvalho sublinhou ser "uma relação anterior a esta exposição", uma relação "académica, científica e de trabalho", acrescentando que existe, "com certeza", preocupação com os Direitos Humanos, da parte do museu.

"Com certeza que manifesto preocupação pelos Direitos Humanos, mas não é esse plano que está em cima da mesa nesta exposição. Nós estamos a trabalhar em equipa com académicos e universidades, e com equipas de investigação no terreno, em Sharjah", rematou o diretor do MNA, António Carvalho.

Os EAU têm sido acusados de violações dos Direitos Humanos por organizações internacionais como a Human Rights Watch (HRW).

A propósito da Cimeira Mundial da Tolerância, que se realiza hoje e na quinta-feira, no Dubai, a HWR recordou na terça-feira, em comunicado a detenção de críticos do regime, dissidentes e ativistas de direitos humanos, que se têm manifestado de forma pacífica, como Ahmed Mansoor, membro do comité desta organização para o Médio Oriente e o Norte da África, o jurista e professor universitário Mohammed al Roken, advogado defensor dos direitos humanos, e o académico Nasser bin Ghaith.

Leia Também: O maior evento gastronómico algarvio já tem data e espera inscrições

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório