Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

O livro 'Psicopatas Portugueses' não é aconselhado a mentes sensíveis

Obra é da autoria da psicóloga e professora universitária Joana Amaral Dias.

O livro 'Psicopatas Portugueses' não é aconselhado a mentes sensíveis

Chama-se ‘Psicopatas Portugueses – 13 Histórias Reais de Morte, Perversão e Horror’ e é a mais recente obra de Joana Amaral Dias.

O livro é descrito pela Oficina do Livro como um “trabalho de psicologia forense” que “procura revelar o quanto o assassínio é complexo, um fenómeno intrincado que ocorre no contexto de uma imensa multiplicidade de fatores pessoais e culturais”.

Ao longo das 336 páginas, a especialista apresenta e explica um total de 13 casos de psicopatas portugueses que ficaram para a história.

Entre estes casos contam-se o de Luísa de Jesus, a mulher que matou 33 crianças e foi a última condenada à morte em Portugal, o assassino em massa, António Saraiva Antunes, que disparou sobre 300 pessoas reunidas num pátio e até Zé Borrego, que se dizia incumbido da missão de remover todos os homossexuais da face da Terra.

Notícias ao MinutoLivro, editado pela Oficina do Livro, está à venda por 17,90 euros©Oficina do Livro

Joana Amaral Dias, recorde-se, é a autora de outras obras como ‘Maníacos de Qualidade’, ‘O Cérebro da Política’ e ‘Portugal a Arder’, entre outros.

Leia Também: Idosa lança livro depois de aprender a ler e escrever aos 70 anos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório