Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

Sete Sóis, Sete Luas começa no próximo fim de semana em Oeiras e Pombal

O 26.º Festival Sete Sóis, Sete Luas acontece a partir desta semana, em Oeiras e Pombal, e segue até setembro, em dez concelhos portugueses, com a participação de artistas como Sara Alhinho, Juan Pinilla ou a 'chef' Su.

Sete Sóis, Sete Luas começa no próximo fim de semana em Oeiras e Pombal
Notícias ao Minuto

22:48 - 26/06/18 por Lusa

Cultura Festival

Além de Portugal, o Festival Sete Sóis, Sete Luas (FSSSL) acontece noutros países da bacia do Mediterrâneo, como a Grécia, Croácia, Eslovénia, Itália, França, Espanha, Tunísia e Marrocos, e ainda em África, Cabo Verde, e na América do Sul, Brasil.

O certame apresenta "uma programação que une as linguagens artísticas e culturais, música, pintura, 'street art' [arte de rua], gastronomia e teatro de rua", segundo comunicado da organização.

Pombal, na Beira Litoral, recebe o FSSSL na quinta e sexta-feira, e Oeiras, nos arredores de Lisboa, na sexta-feira e sábado, com um cartaz que inclui a companhia francesa de circo aéreo Les P'tits Bras, que apresenta 'Triplette', uma homenagem ao circo da década de 1930, e, também de terras gaulesas, o grupo Karnavires que apresenta um espetáculo de teatro de rua com pirotecnia e grandes máquinas cénicas. Em Oeiras, na Fábrica da Pólvora, em Barcarena, o festival inclui ainda um mostra gastronómica de Cabo Verde, com a 'chef' Su, e, de Marrocos, com a 'chef' Nadia El Firqi.

Este antigo espaço industrial será o cenário para uma exposição do pintor marroquino Abdelkarim Elazhar, que se deslocará para realizar um 'workshop'.

Elazhar é o autor do cartaz da edição do FSSSL deste ano, "uma pomba que cruza as ondas musicais do Mediterrâneo e do mundo lusófono, ligadas por uma oliveira", como o descreve a organização.

O festival regressa a Pombal, no dia 1 de julho, com o músico de flamenco Juan Pinilla, e, no dia 09 de agosto, com o grupo Les Voix des 7Lunes, que reúne músicos de Israel, Itália, da ilha francesa da Reunião, de Portugal e do Sudão.

Em Oeiras, o festival volta a acontecer, de julho a agosto, com concertos da italiana Lavinia Mancusi, de Roma, no dia 06 de julho; no dia 13, com o grupo Cunfrontos 7Sóis, que junta músicos do Brasil, Cabo Verde, Espanha, França, Portugal e da ilha italiana da Sardenha; no dia 20, com a angolana Lúcia de Carvalho, e, no dia 27, com as Estrelas 7Sóis, banda greco-luso-brasileira.

Em agosto, no dia 03, atuam os sicilianos Tammorra, seguindo-se, no dia 10, o espanhol Roman Vicenti, e, a terminar, no dia 17, o músico italiano Mimmo Epifani, de Salento, que editou três álbuns, 'Mar da Lua', 'Pe'i ndò' e 'Naple', que atua com The Barbers.

Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, que é também sede de dois centros de arte contemporânea e de produção artística e musical do Centrum Sete Sóis Sete Luas, a programação começa no próximo sábado, com a cabo-verdiano Sara Alinho.

No dia 14 de julho, atuam os Cunfrontos 7Sóis.

Esta cidade entre o Ribatejo e o noroeste alentejano, recebe ainda duas residências musicais com vista a novas produções.

A primeira é dos Estrelas 7Sóis - que incluem Roberto Melo, do Brasil, nas percussões e no violão, Kristi Stassinopoulou, da Grécia, na voz, harmónica e tambor de quadro, e Sthatis Kalyviotis, também helénico, no 'laouto' e 'live looping', e Fernando Meireles, de Portugal, na sanfona, cavaquinho e bandolim, mais "o extraordinário violinista prodígio", Fernandito, de 12 anos.

Seguir-se-á a Jeunesse III du 7Sóis Orkestra, um projeto que é realizado pelo terceiro ano consecutivo que envolve cinco jovens músicos de diferentes culturas musicais enraizadas nos países da Rede Sete Sóis Sete Luas, vencedores do Prémio Revelação Sete Sóis Sete Luas no seu país de origem. A direção musical é do baterista português André Sousa Machado.

Esta "Orkestra" regressa a este concelho para três atuações, nos dias 03, 04 e 05 de agosto.

Nos dias 07 e 08 de setembro, no anfiteatro da zona ribeirinha de Ponte de Sor, apresentam-se a Santo Antão 7Sóis Band, de Cabo Verde, e 'Triplette', respetivamente.

Ainda julho, o SSSL realiza-se em Elvas, no Alto Alentejo, com uma programação constituída por uma "degustação de sabores" da ilha de Reunião, com o 'chef' Emmanuel Michau, e a atuação de Brava 7Luas Band, da ilha cabo-verdiana Brava, no dia 14.

No dia 21 do mesmo mês, volta a acontecer uma degustação, mas com pratos da ilha cabo-verdiana de Maio, seguindo-se um espetáculo por Lúcia de Carvalho, artista angolana que este mês está a realizar uma digressão por França e que já publicou seis alguns, entre os quais, 'Kuzola', 'Angola: Comptines, rondes et jeux de mains', 'Angola: Songs, Rhythms to Dance and Lullabies' e 'Ao descobrir'.

Em agosto, o festival passa por Castelo Branco, Mafra, nos arredores de Lisboa, Castro Verde e Odemira, no baixo Alentejo, e em Alfândega da Fé, no Alto Douro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório