Meteorologia

  • 19 JUNHO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Basqueiral na Feira com dois dias de música urbana em três palcos

O Parque de Santa Maria de Lamas, em Santa Maria da Feira, recebe, sexta-feira e sábado, o festival de música urbana Basqueiral, que terá em destaque as bandas Stone Dead, 10.000 Russos, Killimanjaro e First Breath After Coma.

Basqueiral na Feira com dois dias de música urbana em três palcos
Notícias ao Minuto

13:50 - 14/06/18 por Lusa

Cultura Parque de Lamas

No total, são 16 os coletivos, 'performers' individuais, 'disc-jockeys' e companhias de teatro anunciados para a segunda edição do evento, que é organizado pela associação cultural Basqueiro e integra a programação da Feira enquanto V Capital da Cultura do Eixo Atlântico.

O festival contará para isso com três palcos distribuídos pelos jardins do Parque de Lamas, aos quais a organização se propõe levar "uma seleção ousada de projetos musicais emergentes, em detrimento da cultura pop e 'mainstream'".

Rock, 'indie', 'punk', metal, 'world music', 'hip-hop' e artes cénicas são alguns dos registos previstos no cartaz, que este ano envolve ainda uma mostra artística com curadoria da Companhia Persona e a colaboração do Colégio de Lamas e do Museu de Lamas - também conhecido como Museu da Cortiça.

O serviço educativo desse espaço museológico protagoniza, aliás, outra inovação da edição de 2018 do evento, que é o Basqueiral Júnior, um espaço que aposta em atividades musicais lúdicas e pedagógicas especialmente vocacionadas para estimular os sentidos e a criatividade de crianças e famílias.

Quanto aos concertos, os bilhetes estão à venda a dez ou 15 euros, consoante a data de compra e a escolha de ingresso diário ou passe geral de dois dias, e as portas do recinto irão abrir-se às 17:00 de sexta-feira, e às 15:00 de sábado.

Pelo palco da Igreja de Lamas irá passar assim "O Gajo", projeto em que João Morais se associa à viola campaniça do Alentejo para transformar a linguagem musical portuguesa mais tradicional em registos mais modernos.

Para o palco do Museu de Lamas estão previstas as atuações de: The Dirty Coal Train, banda que cruza o punk, o 'garage' dos anos 60 e cinema de série B com o underground rockeiro português; Ângela Polícia, o músico apontado como "um dos mais ousados exploradores" do hip-hop português; Scúru Fitchádu, que combina o punk com o funaná cabo-verdiano; OG', rapper da Feira com "apurado sentido de observação do quotidiano e dos lados B da sociedade"; Iguana Garcia, protagonista de "um verdadeiro cabaret sonoro" com ritmos eletrónicos, nuances tropicais, texturas complexas, 'groove' e 'funk'; e L-Ali, 'rapper' de "métrica irrepreensível com o 'egotripping' como principal registo".

O terceiro palco, por sua vez, será o do Parque, e vai receber sete bandas: Fugly, autora de "um dos melhores álbuns de rock & roll 'made in' Portugal nos últimos anos"; 10.000 Russos, trio portuense que "é já uma referência do 'krautrock', 'shoegaze' e psicadélico europeu."; Skars, banda da Feira de origens metaleiras e experimentada em "sons negros e pesados"; Whales, grupo que cruza "eletrónica e rock cósmico" numa toada espacial; Stone Dead, que explora a música concetual num "ciclo eletrificante de rock"; First Breath After Coma, quinteto de Leiria autor de "Drifter", que em 2017 foi eleito Álbum do Ano pela IMPALA - Independent Music Companies Association; e Killimanjaro, o coletivo de Barcelos especialista na arte de "elaborar o metal até ao encantamento da pop".

No Basqueiral de 2018 poderá ainda ouvir-se o grupo de percussão Ritmare, que é formado por 45 alunos do Colégio de Lamas e atuará de forma itinerante pelo parque da vila.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.