Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2018
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 23º

Edição

Festival de Sines apresenta cartaz com "maior alinhamento de sempre"

Aldina Duarte, Yasmine Hamdan e BaianaSystem são alguns nomes do cartaz do Festival Músicas do Mundo (FMM) de Sines, que acontece de 19 a 28 de julho, hoje apresentado em Lisboa.

Festival de Sines apresenta cartaz com "maior alinhamento de sempre"
Notícias ao Minuto

18:40 - 13/06/18 por Lusa

Cultura Músicas do Mundo

O cartaz dos 59 artistas oriundos de 40 países, que vão atuar nos palcos instalados na cidade de Sines e na freguesia vizinha de Porto Covo, foi hoje apresentado no Teatro da Trindade, em Lisboa, no âmbito da parceria entre o Festival e a Fundação Inatel.

O Festival, que celebra 20 edições, apresenta "o maior alinhamento musical de sempre", visando "erguer pontes entre culturas e promover a igualdade da circulação de artistas", segundo a organização.

"A procura da diversidade real, não da diversidade cosmética. A celebração da música, das artes, da vida em que todos têm lugar. Venham de Nova Iorque ou de uma aldeia do Gana. De uma casa de fados em Lisboa, ou de uma discoteca de Tunes", realça a organização

Nesta edição, é dada ao público "a oportunidade de conhecer músicos com origem em geografias ou propostas estéticas que encontram menos espaço no circuito comercial da música ao vivo".

Os primeiros quatro dias de música (19 a 22 de julho) acontecem no largo Marquês de Pombal, em Porto Covo, e os seis dias restantes (23 a 28 de julho) passam-se no centro histórico de Sines.

Dos 59 concertos programados, 22 são de entrada paga, e os restantes 37 são de entrada livre.

De Portugal estarão presentes, entre outros, Aldina Duarte, Susana Travassos, Fogo Fogo, Sara Tavares, Scúru Fitchádu e os Live Low, quem junta Gonçalo Duarte, na guitarra, Miguel Ramos, no baixo, Pedro Augusto, na eletrónica, e Ece Canli, artista turca radicada no Porto, na voz.

No palco do FMM Sines apresenta-se também a pop alternativa libanesa de Yasmine Hamdan, o guitarrista maliano Vieux Farka Touré, a música frafra ganesa de Guy One, a tradição judia do etíope Gili Yalo, ou a música cabo-verdiana de Elida Almeida, que, em fevereiro, esgotou duas vezes a sala principal do Teatro Trindade, além de Bulimundo, banda formada em 1978, em Pedra Badejo, no interior da ilha de Santiago, e os moçambicanos Timbila Muzimba.

A organização sublinha ainda a participação de músicos do Brasil, com "uma das delegações mais fortes que o festival já recebeu", que inclui BaianaSystem, Cordel do Fogo Encantado, Karina Buhr e Tulipa Ruiz.

Cero39, El Leopardo e Meridian Brothers, da Colômbia e Ethno-Trio Troitsa (Bielorrússia) também estarão em Sines, ao lado de nomes como os Sons of Kemet, do Reino Unido, o acordeonista finlandês Kimmo Pohjone, que regressa ao FMM com Inka, na guitarra, e Saana, na bateria.

Barbez, grupo norte-americano, o trio polaco Krokle, o coletivo cipriota Monsieur Doumani e o C4 Trio, da Venezuela, são outros dos nomes do cartaz hoje apresentedo, que atuam em Porto Covo.

O FMM Sines (www.fmmsines.pt) é organizado pela Câmara Municipal de Sines, desde 1999, e, no ano passado, recebeu o selo "EFFE Award", atribuído pela Associação Europeia de Festivais.

O cartaz do FMM de Sines foi hoje apresenta, no âmbito do 83.º aniversário da Fundação Inatel, parceria do certame, e contou com a presença de Francisco Madelino, presidente da Fundação, de Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara de Sines, e de Carlos Seixas, diretor artístico e de produção do festival.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório