Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 23º

Edição

Lixo eletrónico leva ambientalistas a apelarem em evento de tecnologia

Milhões de toneladas de aparelhos eletrónicos estão a alimentar montanhas de lixo a arder em países africanos, enquanto na Europa se abrem caixas de telemóveis novos, alerta o European Environmental Bureau, que vai a Barcelona manifestar-se junto das marcas.

Lixo eletrónico leva ambientalistas a apelarem em evento de tecnologia
Notícias ao Minuto

17:00 - 23/02/18 por Lusa

Tech Barcelona

O representante da rede de organizações ambientais, Jack Hunter, disse à agência Lusa que os aparelhos eletrónicos são o tipo de lixo que aumenta a ritmo mais rápido todos os anos, atingindo 44 milhões de toneladas só na Europa.

Este material acaba a ser exportado, em alguns casos por redes criminosas, para países como a China ou o Gana, onde telemóveis, 'tablets', televisões e qualquer produto de eletrónica de consumo é queimado indiscriminadamente para se recuperarem os metais valiosos, libertando produtos químicos tóxicos.

Para alertar para o problema, pelo qual também responsabiliza as marcas, o EEB vai manifestar-se no Mobile World Congress, a maior feira do setor dos telemóveis que começa na segunda-feira em Barcelona.

A quantidade destes produtos recolhida oficialmente para reciclagem na Europa "é muito baixa", afirmou Jack Hunter. Além disso, as marcas dificultam a reparação e a reciclagem usando materiais como "colas super fortes" que implicam danificar os aparelhos ao tentar desmontá-los.

Os aparelhos são concebidos com obsolescência programada, com poucas hipóteses de atualização e as marcas encorajam constantemente os consumidores a comprar versões novas de coisas que já têm, indicou.

"As marcas não são inocentes", disse, defendendo que devem tornar mais viável a reparação dos produtos, disponibilizando peças para substituição, manuais de reparação e deixar de apelar às pessoas "para continuarem a comprar de novo".

Em Barcelona, o EEB vai montar uma instalação artística na rua, com um trabalho do artista argentino Eduardo Relero, que pinta no pavimento ilusões de ótica.

No caso, a rua vai parecer abrir-se para uma espécie de "inferno de lixo eletrónico", para ilustrar o problema para o qual o EEB quer alertar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório