Tecnológica portuguesa chega a 60 países em dezembro

A Findster, uma empresa portuguesa de dispositivos de localização para animais de estimação, começa a comercializar a segunda geração do seu produto em 60 países já em dezembro.

© iStock
Tech Chip

Os dispositivos serão enviados no final de uma angariação de fundos na internet, que terminou a semana passada, e conseguiu 251.126 dólares (cerca de 237 mil euros) em contribuições vindas de mais de 60 países diferentes.

PUB

"Ultrapassámos o nosso objetivo em cinco vezes. O Findster Duo tornou-se a campanha de crowdfunding mais bem sucedida de sempre em Portugal", disse o diretor operacional da empresa, André Carvalheira, à Lusa.

Carvalheira garante que a empresa, que comercializa o primeiro sistema de localização a nível mundial que não exige o pagamento de mensalidades, quer "ultrapassar a marca de 1 milhão de dólares apenas em vendas online em 2017."

A empresa do Porto tem neste momento mais de 1000 clientes a usar o primeira geração do produto, o Findster, em 52 países.

O dispositivo permite aos donos saber a todo o momento onde estão os animais de estimação e atuar de forma preventiva em casos de desaparecimento, criando cercas virtuais de segurança que alertam o utilizador sempre que o perímetro é ultrapassado.

"Percebemos que quem compra um Findster vê os animais de estimação como parte da família e portanto preocupa-se não só com a sua segurança mas também com a sua saúde. Esta segunda geração vem dar resposta a estas duas necessidades", explica Carvalheira.

A equipa de engenharia da empresa continua em Portugal, mas a companhia tem agora um escritório em São Francisco, nos Estados Unidos.

"Dá-nos mais agilidade e permite-nos crescer mais rapidamente", diz Carvalheira, explicando que a presença no país permitiu "criar algumas parcerias estratégicas que de outra forma demorariam meses ou não aconteceriam de todo."

"Neste momento, já temos também um armazém nos EUA que nos permite optimizar a distribuição naquele que é, de longe, o nosso maior mercado", conclui.

Numa primeira campanha de crowdfunding no ano passado, a empresa conseguiu angariar 120 mil dólares (cerca de 110 mil euros) vindos de 52 países diferentes.

A campanha serviu também, explica o responsável, para perceber que cerca de 70 por cento dos clientes vinha dos Estados Unidos.

A Findster integra o programa de incubação da Agência Espacial Europeia (ESA), e desde 2016 é também alumni da HAX - a maior aceleradora de hardware do mundo.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS