Meteorologia

  • 14 JULHO 2020
Tempo
30º
MIN 20º MÁX 32º

Edição

Google acusada de reunir dados dos utilizadores em modo Incógnito

O processo exige que a tecnológica de Mountain View pague um total de 5 mil milhões de dólares em compensações.

Google acusada de reunir dados dos utilizadores em modo Incógnito

A Google está a ser formalmente acusada de rastrear as atividades dos internautas mesmo se não clicarem em anúncios exibidos pelos serviços da empresa e mesmo que seja usado o modo Incógnito do navegador Chrome.

A acusação aponta que a Google faz uso de apps para smartphones e computador, Google Analytics e Ad Manager assim como de outros plug-ins para vigiar os internautas. “A Google rastreia e reúne histórico de navegação dos cosumidores e outros dados de atividade na web independente das salvaguardas que os consumidores tenham para proteger a privacidade dos seus dados”, pode ler-se no processo.

De acordo com a Reuters, no processo é ferido que a Google deve compensar cada um dos queixosos com 5 mil dólares (4,4 mil euros), num total de 5 mil milhões de dólares (4,4 mil milhões de euros). Em comunicado enviado ao The New York Times, a Google afirma que o modo Incógnito “oferece a escolha de navegar pela Internet sem que a atividade seja gravada no dispositivo ou navegador”. No entanto, a Google nota que “os sites podem ser capazes de reunir informação sobre a atividade de navegação durante a sessão”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório