Meteorologia

  • 16 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Depois da Google, outras empresas congelaram negócios com Huawei

As fabricantes de chips Intel, Qualcomm e Broadcom estão entre elas.

Depois da Google, outras empresas congelaram negócios com Huawei

Como se ficar sem acesso ao sistema operativo Android não fosse suficiente, há mais empresas que alegadamente se juntaram à Google em retirar o seu apoio à Huawei. Diz a Bloomberg que as fabricantes de chips Intel, Qualcomm e Broadcom estão a suspender os seus atuais negócios com a tecnológica chinesa.

A posição estará também a ser tomada por outras empresas, com a Nikkei a adiantar que a Micron Technology e a Western Digital também cortaram laços com a Huawei. A medida não parece exclusiva de empresas norte-americanas uma vez que a fabricante de chips alemã Infineon Technology também se juntou a este ‘grupo’.

De acordo com fontes da Bloomberg, as fabricantes de chips foram informadas a suspender os seus negócios com a Huawei até ordem em contrário. A Huawei fabrica os seus próprios chips pelo que as medidas deverão ter pouco impacto na operação diária da empresa, circulando também rumores que a empresa estava preparada para esta possibilidade e tem encomendado chips em excesso para fazer frente a esta possibilidade.

A suspensão de negócios com a Huawei pelas fabricantes de chips e pela Google é o mais recente resultado da tensão comercial entre os EUA e a China, no qual já constou a proibição de empresas norte-americanas usarem equipamento da empresa chinesa. Esperamos por mais desenvolvimentos.

Leia mais: Tensão entre EUA e Huawei pode prejudicar… a Apple

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório