Meteorologia

  • 20 JUNHO 2018
Tempo
26º
MIN 26º MÁX 26º

Edição

PAN quer mais investimento no combate a crimes ambientais

O deputado do PAN, André Silva, defendeu hoje junto do Presidente da República o reforço de meios na fiscalização e combate aos crimes ambientais, com secções especializadas nos DIAP de Porto, Coimbra, Lisboa e Évora.

PAN quer mais investimento no combate a crimes ambientais
Notícias ao Minuto

16:52 - 27/02/18 por Lusa

Política AndréSilva

"Estamos a trabalhar numa iniciativa que visa criar secções de ambiente nos departamentos de Investigação e Ação Penal (DIAP) dos principais tribunais judiciais do país, nomeadamente, Porto, Coimbra, Lisboa e Évora", revelou André Silva.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu hoje uma delegação do PAN (Pessoas-Animais-Natureza), chefiada por André Silva, no âmbito das audições que promoveu sobre o próximo Orçamento de Estado e os fundos comunitários.

Para o Orçamento do Estado para 2019, o PAN defende uma aposta na "fiscalização aos crimes ambientais e numa maior aposta no aumento da cultura judicial nesta matéria", argumentando que "há claramente falta de recursos humanos e de meios técnicos".

Relativamente ao próximo quadro de financiamento europeu, André Silva elegeu o investimento "na adaptação aos efeitos da seca", para alterar o paradigma agrícola e apoiar "formas mais sustentáveis de produzir alimentos".

"Neste momento, o investimento público faz-se no modo de produção de alimentos absolutamente insustentáveis, de culturas sorvedoras de enormes quantidades de água e que também poluem os nossos recursos hídricos", argumentou.

Um outro "eixo de políticas de investimento para a próxima década" preconizado pelo PAN aponta para um "modelo energético alternativo, renovável e descentralizado, dando independência energética aos cidadãos", favorecendo a geração de energia em cada casa e condomínio.

"Neste momento, a nossa política energética é baseada em duas ou três empresas que produzem energia elétrica à custa da queima de combustíveis fósseis ou da produção de energia de barragens. Estamos a falar de um impacto ambiental enorme e de uma fatura energética três a quatro vezes superior do que aquela que poderíamos e deveríamos pagar", sustentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.