Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Chega com uma ação por dia e aposta em arruadas para as Europeias

A campanha do Chega para as eleições europeias vai arrancar no Algarve e terminar em Viana do Castelo e na maioria dos dias está prevista apenas uma ação, com uma aposta nas arruadas.

Chega com uma ação por dia e aposta em arruadas para as Europeias
Notícias ao Minuto

18:10 - 23/05/24 por Lusa

Política Europeias

De acordo com o roteiro hoje divulgado pelo partido, os candidatos do Chega vão percorrer 11 dos 18 distritos do país durante os 12 dias de campanha oficial para as eleições para o Parlamento Europeu de 09 de junho, e as ações são maioritariamente à tarde e à noite, à semelhança do que aconteceu nas últimas voltas nacionais do partido.

O partido aposta maioritariamente em arruadas, estando agendados também três jantares. Está igualmente previsto que o presidente do partido, André Ventura, acompanhe os candidatos na campanha eleitoral.

O primeiro dia, segunda-feira, arranca com uma arruada em Albufeira à tarde e na terça-feira outra arruada em Olhão, seguindo-se um jantar.

Nos três dias seguintes, a campanha do Chega segue para Beja, Elvas (distrito de Portalegre) e Évora, onde estão previstas mais arruadas durante a tarde.

No fim de semana, a campanha ruma a Santarém, onde haverá um jantar no sábado, e ao Seixal (distrito de Setúbal), onde está prevista uma arruada no domingo.

A segunda semana de campanha arranca no distrito de Lisboa, com uma arruada em Mem Martins.

A volta nacional do Chega, que apresenta como cabeça de lista o vice-presidente do partido e antigo embaixador António Tânger Corrêa, continua em Aveiro, com mais uma arruada na terça-feira, dia 04 de junho.

No dia seguinte, quarta-feira, os candidatos rumam ao Porto, e na quinta-feira a Braga, para mais duas arruadas à tarde, uma em cada dia.

No último dia da campanha oficial para as eleições europeias, a caravana do Chega vai estar em Viana do Castelo, onde fará uma arruada. O partido encerra a campanha nesse distrito, com um jantar.

O Chega não tem ainda representação no Parlamento Europeu, mas o objetivo é eleger eurodeputados no próximo dia 09 de junho e o líder, André Ventura, já admitiu a possibilidade e a esperança de o partido poder mesmo vencer estas eleições.

Esta será a primeira vez que o Chega concorre a eleições europeias. Em 2019, ano em que o partido foi oficializado pelo Tribunal Constitucional (no mês anterior às eleições), André Ventura foi o cabeça de lista da coligação Basta, que juntou o Partido Popular Monárquico (PPM) - que agora concorre na Aliança Democrática com PSD e CDS-PP -, e o entretanto extinto Partido Democracia e Cidadania Cristã (PPV/CDC).

O vice-presidente do Chega António Tânger Corrêa é o cabeça de lista do Chega às eleições para o Parlamento Europeu e o antigo deputado do PSD Tiago Moreira de Sá é o número dois, seguido da antiga dirigente da IL Mariana Nina Silvestre.

Como número quatro da lista surge Francisco Almeida Leite, ex-jornalista e antigo secretário de Estado no governo de Pedro Passos Coelho e como quinta a dirigente do Chega Márcia Ferreira da Silva, que chegou integrou a Comissão de Ética do partido.

Leia Também: Detido por ameaça ao Chega "internado" (e AR foi evacuada por precaução)

Recomendados para si

;
Campo obrigatório