Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 22º

Costa vai estar hoje presente no comício do PS (mas sem discursar)

O primeiro-ministro e ex-secretário-geral do PS, António Costa, assiste hoje à noite, mas sem discursar, ao comício socialista na Aula Magna, em Lisboa, adiantou fonte oficial deste partido.

Costa vai estar hoje presente no comício do PS (mas sem discursar)
Notícias ao Minuto

15:23 - 05/03/24 por Lusa

Política Legislativas

No comício desta noite, além do encerramento a cargo do líder do PS, Pedro Nuno Santos, vão ser oradores a cabeça de lista socialista pelo círculo de Lisboa, a ministra Mariana Vieira da Silva, e o secretário-geral da JS, Miguel Costa Matos

António Costa foi um dos oradores no sábado passado no comício do Porto, no pavilhão Rosa Mota -- o maior até agora da presente campanha eleitoral dos socialistas --, estará hoje à noite na Aula Magna e deverá voltar à campanha no último dia, na sexta-feira, para a tradicional descida do Chiado.

Mesmo antes da eleição de Pedro Nuno Santos para o cargo de secretário-geral do PS, António Costa mostrou-se disponível para participar em ações de campanha do seu partido para as eleições legislativas de domingo, em circunstâncias de acordo com as indicações da nova direção.

No Porto, no seu discurso, o primeiro-ministro cessante advertiu que o cenário internacional é muito complexo e que os próximos anos serão muito exigentes para Portugal, razão pela qual defendeu que não se deve apostar na inexperiência e em soluções que não funcionam.

"Será que vale a pena, agora que as coisas se começam a endireitar, fazer uma mudança sem segurança, em vez de dar oportunidade ao Pedro Nuno Santos para continuar o trabalho que temos vindo a desenvolver, agora com mais energia, com novas ideias, mas sem mudança de rumo?", perguntou.

Num discurso em que criticou indiretamente a decisão do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter interrompido a legislatura e convocado eleições antecipadas, António Costa disse não ter dificuldade em assumir que era possível o seu Governo ter feito melhor.

"Mas não é altura de arriscarmos com experiências, nem com a repetição de soluções que já se demonstraram que não funcionam. Não é altura de arriscarmos com experiências de quem não tem experiência", acentuou.

Ao contrário da Aliança Democrática (AD), a campanha do PS não assume como prioridade convidar personalidades políticas para discursar nos seus comícios.

Além de António Costa no Porto, entre as habituais intervenções dos cabeças de lista socialista por cada um dos círculos eleitores e os presidentes das respetivas federações, foram oradores o presidente do PS, Carlos César, na segunda-feira, em Coimbra; Isabel Soares, filha do primeiro líder socialista, Mário Soares, no domingo, em Braga; o fundador do CDS e presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta, em Viseu, na semana passada; e o antigo ministro da Agricultura Capoulas Santos em Évora, também na semana passada.

[Notícia atualizada às 15h32]

Leia Também: Presidente dos socialistas da UE diz que Costa foi "uma inspiração"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório