Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 29º

AO MINUTO: "Governo sem sensibilidade"; Costa na campanha já este sábado

A campanha eleitoral para as Legislativas de 10 de março continua a percorrer o país, de Norte a Sul.

AO MINUTO: "Governo sem sensibilidade"; Costa na campanha já este sábado
Notícias ao Minuto

10:50 - 01/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Eleições

A campanha eleitoral para as eleições legislativas de 10 de março entra, esta sexta-feira, no seu sexto dia, com os líderes partidários a percorrer o país, de Norte a Sul.

O líder do PSD e da coligação Aliança Democrática, Luís Montenegro, inicia a campanha de hoje na Guarda, deslocando-se depois para o distrito de Aveiro.

Já o secretário-geral do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, passará grande parte do dia em Castelo Branco, mas terá também um comício na Guarda

André Ventura, do Chega, estará em Lamego e Vouzela, no distrito de Viseu, enquanto Rui Rocha, líder da Iniciativa Liberal, começa o dia em Lisboa e termina num jantar/comício em Braga.

Já o Sul do país, contará com a presença do secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, que estará no Alentejo, nomeadamente em Arraiolos. 

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN, estará pelo Centro do país, no distrito de Lisboa, enquanto Rui Tavares, do Livre, dedica o dia a visitar uma creche para discutir o tema da semana de quatro dias, e Mariana Mortágua, do Bloco de Esquerda, estará em Coimbra

Fim de acompanhamento

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Boa noite. Terminamos por aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral. Estaremos de volta no sábado de manhã, para o 7.º dia de campanha. Bom fim de semana!

Troika? "Não temos de pedir desculpa" mas "ter orgulho no que fizemos"

Lusa | há 1 mês

O antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso defendeu hoje que o PSD e o CDS-PP não têm de pedir desculpa, mas ter orgulho no que fizeram no Governo "com sentido patriótico" no período da "troika".

Troika? "Não temos de pedir desculpa" mas "ter orgulho no que fizemos"

O antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso defendeu hoje que o PSD e o CDS-PP não têm de pedir desculpa, mas ter orgulho no que fizeram no Governo "com sentido patriótico" no período da "troika".

Lusa | 23:18 - 01/03/2024

 

 

Estar no Governo? "Envelheci cem anos. Mas aqui na Guarda já recuperei"

Lusa | há 1 mês

A cabeça de lista socialista pela Guarda, Ana Mendes Godinho, considerou hoje que houve aumentos e verdade na relação com os pensionistas, num discurso em que disse ter envelhecido cem anos no Governo, mas já recuperou.

Estar no Governo? "Envelheci cem anos. Mas aqui na Guarda já recuperei"

A cabeça de lista socialista pela Guarda, Ana Mendes Godinho, considerou hoje que houve aumentos e verdade na relação com os pensionistas, num discurso em que disse ter envelhecido cem anos no Governo, mas já recuperou.

Lusa | 22:39 - 01/03/2024

Subsídio de desemprego? Pedro Nuno desafia Montenegro a esclarecer

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS desafiou hoje o líder do PSD a esclarecer se quer cortar o subsídio de desemprego, acusando-o de ser igual a Passos Coelho e de oferecer um "regresso ao passado".

Subsídio de desemprego? Pedro Nuno desafia Montenegro a esclarecer

O secretário-geral do PS desafiou hoje o líder do PSD a esclarecer se quer cortar o subsídio de desemprego, acusando-o de ser igual a Passos Coelho e de oferecer um "regresso ao passado".

Lusa | 23:14 - 01/03/2024


  

AD "não comtempla passado" e "quer resolver problemas". Como? "Riqueza"

Teresa Banha | há 1 mês

Durante a sua intervenção em Santa Maria da Feira, Montenegro considerou que o drama de Portugal nos dias de hoje é que mesmo as pessoas que trabalhavam "não têm o rendimento compatível e suficiente para terem uma vida digna" - e falou do caso dos jovens em particular, onde o drama "é ainda maior", dado que o desemprego jovem é "o 2.º maior da Europa".

"Somos efetivamente a candidatura da esperança. Somos a candidatura da ambição, da mudança segura de que Portugal precisa. Estamos aqui para ter consciência do ponto de partida. Mas não estamos a contemplar o passado. Nem estamos tão pouco preocupados em estar agora a castigar aqueles que nos trouxeram até aqui no sentido em que o povo os vai responsabilizar. Mas a nós o que nos pede é mais do que isso. É que possamos dizer como é que vamos resolver estes problemas", continuou., referindo que a forma de resolução é criar riqueza.

"Há mulheres que trabalharam uma vida e não têm hoje pensão condigna"

Teresa Banha | há 1 mês

Depois da intervenção de Durão Barroso, discursou, esta sexta-feira, o líder do PSD, Luís Montenegro. Falando dos pensionistas, o social-democrata decidiu "prestar homenagem" às mulheres. "Porque há muitas mulheres portuguesas que trabalharam uma vida inteira porque só não têm hoje uma pensão condigna porque a forma como prestavam esse trabalho e as regras que estavam vigentes à época não lhes proporcionaram esse rendimento", afirmou.

Montenegro sublinhou ainda o custo de vida que aumentou "exponencialmente nos últimos" anos e, reconhecendo que houve altas taxas de inflação durante anos e falou de tudo o o que era "importante e básico na vida de uma pessoa". "A alimentação, a energia, os combustíveis, os medicamentos. Tudo isso aumentou mais do que a taxa de inflação. O que quer dizer que mesmo que o conjunto do aumento de bens e serviços tenha sido de 7 ou 8%, naquilo que é mais básico  à vida das pessoas, os aumentos andaram entre 25 a 30, a 35%. Tem um significado: as pessoas perderam poder de compra naquilo a que não podem abdicar", continuou.

Ventura acusa PS e PSD de "bullying político" à PGR

Lusa | há 1 mês

O líder do Chega, André Ventura, acusou hoje PS e PSD de fazerem "bullying político" à procuradora-geral da República, considerando que fizeram tudo para a "fazer cair" e "para se protegerem".

Ventura acusa PS e PSD de "bullying político" à PGR

O líder do Chega, André Ventura, acusou hoje PS e PSD de fazerem "bullying político" à procuradora-geral da República, considerando que fizeram tudo para a "fazer cair" e "para se protegerem".

Lusa | 22:40 - 01/03/2024

"Há hoje um extremismo climático que prejudica a agricultura", diz Chega

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega afirmou hoje que as declarações do candidato da AD em Santarém foram "tontas e infelizes", apesar de criticar um "extremismo climático" existente na sociedade.

"Há hoje um extremismo climático que prejudica a agricultura", diz Chega

O presidente do Chega afirmou hoje que as declarações do candidato da AD em Santarém foram "tontas e infelizes", apesar de criticar um "extremismo climático" existente na sociedade.

Lusa | 21:51 - 01/03/2024

Raimundo defende um "aumento extraordinário das pensões" em 7,5%

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP defendeu hoje, em Arraiolos, um aumento extraordinário das pensões em 7,5% com efeitos retroativos a janeiro, bem como o direito de acesso à reforma com 40 anos de descontos sem penalizações.

Raimundo defende um "aumento extraordinário das pensões" em 7,5%

O secretário-geral do PCP defendeu hoje, em Arraiolos, um aumento extraordinário das pensões em 7,5% com efeitos retroativos a janeiro, bem como o direito de acesso à reforma com 40 anos de descontos sem penalizações.

Lusa | 21:49 - 01/03/2024


  

"Portugal em risco de se tornar país mais atrasado de toda Europa da UE"

Teresa Banha | há 1 mês

Durão Barroso considerou ainda, durante a sua intervenção que a causa do atraso e dificuldades sociais que se vivem em Portugal "é económica". "Há um problema português que é um problema económico. Tem a ver com a divergência de Portugal em relação aos outros países da Europa ocidental, nomeadamente, da União Europeia", afirmou, acrescentando que o país estava a "79% da média da União Europeia". "Temos vindo a cair no ranking dos países europeus em termos de riqueza por habitante, temos vindo a cair", apontou, afirmando que em 2015 o país estava em 77,5%. Reforçando que neste período houve uma "melhoria muito pequena".

Sublinhando as melhorias de países como a Polónia, Roménia ou Irlanda, Durão Barroso referiu ainda as previsões para o próximo ano. "As previsões oficiais da Comissão Europeia são de que estaremos já em 2025 em 21.º lugar - em risco de nos tornarmos não apenas o país mais atrasado de toda a Europa ocidental, mas também o país mais atrasado de toda a Europa da União Europeia, incluindo países da Europa Central e de Leste, que ainda há pouco tempo eram países muito atrasados, que tinham acabados de sair do comunismo. este é o balanço real da governação socialista", afirmou.

"Este governo socialista não tem sensibilidade para os problemas sociais"

Teresa Banha | há 1 mês

O antigo líder do Partido Social Democrata Durão Barroso juntou-se esta sexta-feira à campanha da Aliança Democrática, num comício em Santa Maria da Feira.

"Este governo socialista é de facto socialista no sentido de ser coletivista. Quando se trata de mandar a partir do Estado, quando se trata de dirigir a economia, quando se trata de aumentar os impostos. Mas não tem a sensibilidade para os problemas sociais que devia ter afirmando-se preocupado com a área social", considerou.

O ex-governante disse ainda que hoje leu um artigo na revista The Economist, apontava Portugal como o país "mais pobre da Europa ocidental". O artigo em causa falava sobre a saída dos jovens "que em Portugal não conseguem encontrar emprego" e que por isso têm de procurar emprego no estrangeiro. "O que está de facto em causa hoje em dia no nosso país é o futuro", defendeu.

António Costa deve juntar-se à campanha do PS já no sábado

Notícias ao Minuto | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, deverá juntar-se à campanha do Partido Socialista já no sábado, num comício no Porto, avança a CNN Portugal.

As informações surgem depois de o chefe de Estado ainda em funções ter sido questionado sobre quando se iria juntar à campanha. "Farei campanha sempre e quando o Partido Socialista entender que eu sou útil e quando achar que eu sou útil, cá estou", respondeu, em Roma, Itália.

O comício no Porto está marcado para as 18h30.

 

Nuno Fazenda afirma que Beira Interior é um "tesouro" para o PS

Lusa | há 1 mês

O cabeça de lista socialista por Castelo Branco, Nuno Fazenda, acusou hoje os partidos de direita de encararem e Beira Interior como um fardo, enquanto para o PS é uma aposta e um "tesouro" por descobrir.

Nuno Fazenda afirma que Beira Interior é um "tesouro" para o PS

O cabeça de lista socialista por Castelo Branco, Nuno Fazenda, acusou hoje os partidos de direita de encararem e Beira Interior como um fardo, enquanto para o PS é uma aposta e um "tesouro" por descobrir.

Lusa | 21:01 - 01/03/2024

Montenegro defende Oliveira e Sousa: Há "zonas de fanatismo ambiental"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD saiu hoje em defesa do cabeça de lista da AD por Santarém, Eduardo Oliveira e Sousa, e considerou que "há zonas de fanatismo ambiental" que têm bloqueado projetos de investimento em Portugal.

Montenegro defende Oliveira e Sousa: Há "zonas de fanatismo ambiental"

O presidente do PSD saiu hoje em defesa do cabeça de lista da AD por Santarém, Eduardo Oliveira e Sousa, e considerou que "há zonas de fanatismo ambiental" que têm bloqueado projetos de investimento em Portugal.

Lusa | 20:20 - 01/03/2024


  

Mortágua vê na presença de Durão mais um regresso da AD ao passado

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE defendeu hoje que o passado "regressa sempre à campanha" da AD, referindo-se à participação do ex-primeiro-ministro Durão Barroso, que foi presidente da Comissão Europeia quando os portugueses enfrentaram o "inferno da troika".

Mortágua vê na presença de Durão mais um regresso da AD ao passado

A coordenadora do BE defendeu hoje que o passado "regressa sempre à campanha" da AD, referindo-se à participação do ex-primeiro-ministro Durão Barroso, que foi presidente da Comissão Europeia quando os portugueses enfrentaram o "inferno da troika".

Lusa | 20:19 - 01/03/2024

Pedro Nuno afirma que já percebeu que Passos será seu "futuro adversário"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS afirmou hoje que já percebeu que o ex-primeiro-ministro Passos Coelho será seu futuro adversário e pediu que "Deus nos livre" de o "número um" da AD por Santarém ser ministro da Agricultura.

Pedro Nuno afirma que já percebeu que Passos será seu "futuro adversário"

O secretário-geral do PS afirmou hoje que já percebeu que o ex-primeiro-ministro Passos Coelho será seu futuro adversário e pediu que "Deus nos livre" de o "número um" da AD por Santarém ser ministro da Agricultura.

Lusa | 20:13 - 01/03/2024

Pedro Nuno quer semana de 37,5 horas para quem tem filhos até aos 3 anos

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral socialista prometeu hoje que, se formar Governo, vai propor em concertação social a semana de trabalho de 37,5 horas para pais com filhos até aos três anos, medida para permitir um melhor acompanhamento das crianças.

Pedro Nuno quer semana de 37,5 horas para quem tem filhos até aos 3 anos

O secretário-geral socialista prometeu hoje que, se formar Governo, vai propor em concertação social a semana de trabalho de 37,5 horas para pais com filhos até aos três anos, medida para permitir um melhor acompanhamento das crianças.

Lusa | 20:07 - 01/03/2024

Pedro Nuno ironiza que é mais difícil PS ter "barões" em comícios

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS ironizou hoje que é mais difícil o seu partido ter barões a discursar em comícios de campanha, como tem feito a Aliança Democrática (AD), porque só teve nove líderes e não 19 como o PSD.

Pedro Nuno ironiza que é mais difícil PS ter "barões" em comícios

O secretário-geral do PS ironizou hoje que é mais difícil o seu partido ter barões a discursar em comícios de campanha, como tem feito a Aliança Democrática (AD), porque só teve nove líderes e não 19 como o PSD.

Lusa | 18:47 - 01/03/2024

O voo baixinho de Raimundo na primeira passagem por Évora

Lusa | há 1 mês

Évora já foi palco de altos voos da CDU em eleições passadas, mas hoje, na primeira passagem da caravana comunista pelo distrito no período oficial de campanha, o voo foi baixinho perante alguma indiferença das pessoas.

O voo baixinho de Raimundo na primeira passagem por Évora

Évora já foi palco de altos voos da CDU em eleições passadas, mas hoje, na primeira passagem da caravana comunista pelo distrito no período oficial de campanha, o voo foi baixinho perante alguma indiferença das pessoas.

Lusa | 18:39 - 01/03/2024

AD criticada por declarações, mas Montenegro diz que é quem define o rumo

Lusa | há 1 mês

A campanha eleitoral ficou hoje marcada pela crítica de vários partidos à AD devido às declarações do cabeça de lista por Santarém sobre alterações climáticas, com Luís Montenegro a responder que é ele quem define o rumo da coligação.

AD criticada por declarações, mas Montenegro diz que é quem define o rumo

A campanha eleitoral ficou hoje marcada pela crítica de vários partidos à AD devido às declarações do cabeça de lista por Santarém sobre alterações climáticas, com Luís Montenegro a responder que é ele quem define o rumo da coligação.

Lusa | 18:31 - 01/03/2024

Indecisos "devem participar, devem decidir - e, já agora, decidam bem"

Teresa Banha com Lusa | há 1 mês

Em Roma, António Costa falou sobre a questão dos eleitores mais indecisos, cujo valor as sondagens indicam que é elevado. "As sondagens valem o que valem, mas aparentemente todas dizem que há um elevado número de indecisos. Acho que está na altura de as pessoas que ainda não decidiram o seu sentido de voto refletirem bem sobre a escolha que vão fazer - é uma escolha que vai ser determinante para o nosso futuro", detalhou.

O primeiro-ministro sublinhou ainda que "ninguém se deve abster". "Devem participar, devem decidir - e, já agora, decidam bem", rematou.

Legislativas? Costa pede reflexão dos indecisos para que "decidam bem"

O primeiro-ministro demissionário, António Costa, pediu hoje aos indecisos para refletirem e decidirem bem sobre a escolha que vão fazer nas eleições legislativas de dia 10, defendendo que ninguém deve abster-se.

Lusa | 20:43 - 01/03/2024

"Farei campanha sempre que PS achar que sou útil. Quando achar, cá estou"

Teresa Banha | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, considerou, esta sexta-feira que a sua vida política estava 'em aberto'. Questionado em Roma, Itália, sobre se a sua vida política na Europa, Costa foi assertivo: "A nossa vida, felizmente, está sempre aberta até ao último da nossa vida e não tenciono que a minha vida termine nos próximos dias".

Questionado ainda sobre se a nuvem que paira no âmbito da questão judicial em Portugal, e que envolve o seu nome, se vai dissipar, Costa rejeitou falar. "Neste momento, o que importa em Portugal são as eleições - é a primeira prioridade. A segunda são as eleições para o Parlamento Europeu. Em função dos resultados haverá, seguramente, um debate nas diferentes famílias políticas sobre os lugares a preencher e a distribuir. Até lá, se verá o que acontece", enumerou.

Costa foi ainda questionado sobre como tem assistido ao debate das legislativas, e numa altura que Pedro Nuno Santos anunciou que Costa iria entrar na campanha na próxima semana, o mesmo respondeu: "Farei campanha sempre e quando o Partido Socialista entender que eu sou útil e quando achar que eu sou útil, cá estou".

"Futuro do nosso país joga-se no dia 10. Somos partido da cooperação"

Teresa Banha | há 1 mês

O secretário-geral do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, discurso, esta sexta-feira, em Castelo Branco, ao 6.º dia de campanha eleitoral.

"É um momento importante da nossa vida democrática. Eleições, campanha eleitoral, escolha. Decisão sobre o futuro do nosso país, das nossas vidas. é isso que se joga no dia 10", afirmou, sublinhando que o Partido Socialista é "único".

"Somos o partido da cooperação, dos homens e das mulheres", continuou, garantindo que o PS será sempre o partido da estabilidade. "Não pomos em causa a vida do nosso povo, trabalhadores e reformados quando há crises", afirmou ainda.

Reforçando que existe "orgulho" no que tem vindo a ser feito e nas melhorias face a 2015, Pedro Nuno Santos reconhece ainda que há muita coisa para fazer. ""Não estamos satisfeitos. Nunca estaremos. Essa é a nossa natureza", afirmou, acrescentando: "Nunca negaremos que há muita coisa por fazer. Há coisas que fizemos que não correram bem, que há coisas que devíamos ter feito e que não fizemos. Mas o que também nos distingue é a humildade", salientou, afirmando que isso se faz a "aprender com os erros".

Saída? "Não é a dez dias das eleições que vou comentar mandato da PGR"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder da Aliança Democrática, Luís Montenegro, recusou, esta sexta-feira, comentar a saída de Lucília Gago do cargo de Procuradora-Geral da República, responsável que disse hoje estar indisponível para um novo mandato. "Não é agora, a dez dias das eleições, que vou fazer comentários sobre o mandato da Procuradora-Geral da República", afirmou em declarações aos jornalistas.

Confrontando sobre as declarações de Lucília Gago, que reiterou as suas palavras sobre ataques e pressões internas e externas ao Ministério Público, Montenegro voltou a insistir que "não ia comentar" nada sobre a Procuradora-Geral da República, o seu mandato "ou mesmo a atuação do Ministério Público".

Em São da Madeira, no distrito de Aveiro, Montenegro foi ainda 'levado' até à Madeira, onde Miguel Albuquerque disse, esta sexta-feira, que não tenciona abandonar presidência da mesa do Congresso do PSD. Montenegro não responde à questão sobre se faria ou não sentido que o presidente do PSD/Madeira se mantivesse no cargo.

PNS ignora críticas de Durão Barroso: "Não quero responder"

Notícias ao Minuto | há 1 mês

O secretário-geral do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, foi alvo de críticas por parte do antigo líder do Partido Social Democrata Durão Barroso, que se junta esta sexta-feira à campanha da Aliança Democrática, em Santa Maria da Feira.

Questionado pelos jornalistas sobre se queria responder às críticas do social-democrata, que o chamou de imaturo, Pedro Nuno foi assertivo: "Não, não quero responder".

Recorde-se que Durão Barroso afirmou que um governo liderado por Pedro Nuno Santos "seria o mais esquerdista desde o gonçalvismo", acrescentando, por isso, que "é preciso concentrar votos na AD".

"Para derrotar Direita é preciso eleger deputados da Esquerda"

Teresa Banha | há 1 mês

A coordenadora-geral do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, esteve em Coimbra no 6.º dia de campanha eleitoral , onde foi questionada pela 'troca' de palavras com o líder do Livre, Rui Tavares. Sublinhando que já tinha havido esclarecimentos sobre o assunto na noite de quinta-feira, Mortágua considerou: "O importante é concentrarmo-nos em derrotar a Direita. e para derrotar a Direita é preciso eleger deputados e deputadas de Esquerda".

Numa arruada, defendeu que a eleições de um deputado do Bloco de Esquerda no distrito de Coimbra - como noutros - será a "garantia" de que a Esquerda estará representada no Parlamento. "Cada vez que um deputado ou deputada do Bloco de Esquerda são eleitos, não é só é menos um deputado da Direita, a derrota da Direita que estamos a garantir", começou, por dizer, defendendo que esta eventual eleição vai também ao encontro da resolução de problemas. 

"É por isso que pedimos que toda a Esquerda se mobilize", afirmou.

"Políticos eleitos parecem não se aperceber dos desafios que enfrentam"

Lusa | há 1 mês

O jornalista, empresário e antigo primeiro-ministro de Portugal Francisco Pinto Balsemão considerou hoje que os políticos democraticamente eleitos não se apercebem dos grandes desafios que enfrentam, por andarem atarefados com "os seus casos e casinhos".

"Políticos eleitos parecem não se aperceber dos desafios que enfrentam"

O jornalista, empresário e antigo primeiro-ministro de Portugal Francisco Pinto Balsemão considerou hoje que os políticos democraticamente eleitos não se apercebem dos grandes desafios que enfrentam, por andarem atarefados com "os seus casos e casinhos".

Lusa | 18:03 - 01/03/2024

Ida às urnas (em mobilidade) é este domingo. Sabe quantos se inscreveram?

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Entre os inscritos está o Presidente da República, que decidiu votar antecipadamente por se sentir esclarecido relativamente às propostas dos candidatos e por considerar que é um estímulo contra a abstenção.

Ida às urnas (em mobilidade) é este domingo. Sabe quantos se inscreveram?

Entre os inscritos está o Presidente da República, que decidiu votar antecipadamente por se sentir esclarecido relativamente às propostas dos candidatos e por considerar que é um estímulo contra a abstenção.

Notícias ao Minuto com Lusa | 17:29 - 01/03/2024


  

Paulo Raimundo desvaloriza possíveis conversas do Livre com a direita

Lusa | há 1 mês

A perspetiva de diálogo pós-eleições do Livre com a direita foi hoje desvalorizada pelo secretário-geral do PCP, que criticou a atenção dada a esse tema nas últimas horas da campanha eleitoral.

Paulo Raimundo desvaloriza possíveis conversas do Livre com a direita

A perspetiva de diálogo pós-eleições do Livre com a direita foi hoje desvalorizada pelo secretário-geral do PCP, que criticou a atenção dada a esse tema nas últimas horas da campanha eleitoral.

Lusa | 16:51 - 01/03/2024


  

CDU diz que candidato da AD quer recuar "quase ao tempo dos dinossauros"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP ridicularizou hoje a posição do cabeça de lista da Aliança Democrática (AD) por Santarém, Eduardo Oliveira e Sousa, sobre as alterações climáticas, acusando-o de querer recuar "até ao tempo dos dinossauros".  

CDU diz que candidato da AD quer recuar "quase ao tempo dos dinossauros"

O secretário-geral do PCP ridicularizou hoje a posição do cabeça de lista da Aliança Democrática (AD) por Santarém, Eduardo Oliveira e Sousa, sobre as alterações climáticas, acusando-o de querer recuar "até ao tempo dos dinossauros".

Lusa | 16:20 - 01/03/2024

Rui Rocha pede aos indecisos para apanharem "viagem a bordo da IL"

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL apelou hoje aos eleitores indecisos para apanharem "uma viagem a bordo da IL", argumentando que será "para um futuro melhor", durante numa visita à Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).

Aproveitando uma visita à BTL no âmbito da campanha eleitoral para as legislativas do dia 10, e entusiasmado com as várias propostas de viagens pelo país, Rui Rocha convidou os eleitores indecisos a apanharem uma "viagem a bordo da IL", prometendo que será "repleta de intensidade".

"É uma viagem para um futuro melhor e, portanto, é esse o bilhete que eu queria apresentar e desafiar os portugueses a usarem no próximo dia 10 de março", apelou o dirigente liberal.

Mortágua aponta ferrovia como "bom exemplo" de quando há vontade política

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE considerou hoje a ferrovia "um bom exemplo" do que se pode fazer quando há vontade política como houve na geringonça, mas pede mais para o setor, criticando o "plano de destruição" da direita em 2015.

A campanha bloquista seguiu hoje pelos carris da linha da Beira Baixa, entre a Covilhã e a Guarda, uma viagem em que o comboio chegou atrasado, mas que permitiu a Mariana Mortágua mostrar "coisas boas que foram feitas", apesar de avisar que é "preciso fazer mais".

"Houve um percurso de destruição da ferrovia. Esta linha da Beira Baixa esteve encerrada desde 2009, abriu e hoje presta um serviço essencial às populações e nós quisemos mostrar isso, há coisas boas em Portugal e quando há investimento nelas, o país avança".

IL lamenta que ainda haja "alguma resistência" a um país de futuro

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal considerou hoje que "ainda há alguma resistência" a um país de futuro, após questionado sobre declarações do cabeça-de-lista da AD por Santarém, que afirmou que se perde investimento por "falsas razões climáticas".

"Queremos mudar para um país de futuro e é a Iniciativa Liberal que o traz porque, depois, algumas declarações que vamos vendo mostram como ainda há alguma resistência a esse futuro, daí ser tão importante que a Iniciativa Liberal seja o partido forte nas próximas eleições", referiu Rui Rocha.

IL lamenta que ainda haja "alguma resistência" a um país de futuro

O presidente da Iniciativa Liberal considerou hoje que "ainda há alguma resistência" a um país de futuro, após questionado sobre declarações do cabeça-de-lista da AD por Santarém, que afirmou que se perde investimento por "falsas razões climáticas".

Lusa | 15:07 - 01/03/2024

Montenegro tem precisado de esconder candidatos com "ideias do Chega"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, considerou hoje que Luís Montenegro tem precisado de esconder candidatos que trazem para a AD "ideias que pertencem ao Chega", criticando declarações de um cabeça de lista que "negam as alterações climáticas".

No final de uma viagem de comboio entre a Covilhã e a Guarda, Mariana Mortágua foi questionada sobre declarações na quinta-feira do cabeça de lista da AD por Santarém que afirmou que Portugal tem perdido investimento por "falsas razões climáticas" e que são proibidas "novas plantações às cegas" por "ideologias de extrema-esquerda".

"O que não deixo de notar é que desde que a campanha começou temos visto vários candidatos do PSD e da AD que acabam por ter que ser escondidos ou postos de lado pelo próprio líder da AD, Luís Montenegro", criticou.

PAN acusa AD de "dar a mão" ao conservadorismo e de se extremar à Direita

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN sustentou hoje que o líder da Aliança Democrática, Luís Montenegro, está a "dar a mão ao conservadorismo", acusando a AD de ignorar o respeito pela vida animal e as alterações climáticas.

Luís Montenegro optou por dar a mão a um conservadorismo e fazer uma campanha digna dos tempos de 1970, ao invés de estar no século XXI a acompanhar aquele que é o progresso civilizacional e as preocupações como as que o PAN defende como o respeito pela vida animal ou o combate às alterações climáticas", afirmou Inês Sousa Real.

Rui Rocha desvaloriza sondagens e confia numa "onda liberal" até dia 10

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, desvalorizou hoje as sondagens que dão o partido atrás do Bloco de Esquerda, manifestando-se confiante numa "onda liberal" até ao dia das eleições legislativas.

"Nós não valorizamos sondagem a sondagem. Não me entusiasmo demasiado com aquelas que dizem que temos bons resultados e não fico com o sentimento contrário em outras em que os resultados não são tão bons, o que me preocupa é a proposta da Iniciativa Liberal", afirmou Rui Rocha no final de uma visita à Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).

Rui Rocha desvaloriza sondagens e confia numa "onda liberal" até dia 10

O presidente da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, desvalorizou hoje as sondagens que dão o partido atrás do Bloco de Esquerda, manifestando-se confiante numa "onda liberal" até ao dia das eleições legislativas.

Lusa | 14:26 - 01/03/2024

Montenegro desvaloriza diferenças e afirma que é ele quem define "rumo"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD desvalorizou hoje diferenças de opinião dentro da AD e afirmou que é ele quem define o rumo, a propósito de declarações do cabeça de lista por Santarém que falou em "falsas razões climáticas".

Luís Montenegro, que respondia a perguntas dos jornalistas, durante uma ação de rua da Aliança Democrática (AD) na Guarda, considerou que, quanto ao combate às alterações climáticas, "não há nenhuma dúvida com o comprometimento que a AD tem com o clima, com o ambiente".

Montenegro desvaloriza diferenças e afirma que é ele quem define "rumo"

O presidente do PSD desvalorizou hoje diferenças de opinião dentro da AD e afirmou que é ele quem define o rumo, a propósito de declarações do cabeça de lista por Santarém que falou em "falsas razões climáticas". 

Lusa | 14:08 - 01/03/2024

Pedro Nuno Santos acusa AD de ter negacionistas climáticos

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS acusou hoje a Aliança Democrática (AD) de ter entre os seus responsáveis negacionistas das alterações climáticas e de representar um projeto de regresso ao passado e de divisão entre os portugueses.

Pedro Nuno Santos falava aos jornalistas após ter visitado o Hospital da Cova da Beira, na Covilhã, referindo-se a declarações proferidas na quinta-feira à noite pelo cabeça de lista da AD por Santarém, Eduardo Oliveira e Sousa.

Pedro Nuno Santos acusa AD de ter negacionistas climáticos

O secretário-geral do PS acusou hoje a Aliança Democrática (AD) de ter entre os seus responsáveis negacionistas das alterações climáticas e de representar um projeto de regresso ao passado e de divisão entre os portugueses.

Lusa | 14:05 - 01/03/2024

Montenegro pede apoio "para ganhar" e ter "condições de governabilidade"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD apelou hoje aos eleitores para que se mobilizem até 10 de março para dar, não apenas uma vitória à AD, mas "condições de estabilidade e governabilidade" a um executivo que possa liderar.

Num discurso a partir de um pequeno palco no Teatro Municipal da Guarda, Luís Montenegro disse ter confiança em recuperar o segundo deputado perdido no distrito e, a partir daqui, ter "na Assembleia da República o apoio" para executar um programa de Governo da AD.

Montenegro pede apoio "para ganhar" e ter "condições de governabilidade"

O presidente do PSD apelou hoje aos eleitores para que se mobilizem até 10 de março para dar, não apenas uma vitória à AD, mas "condições de estabilidade e governabilidade" a um executivo que possa liderar.

Lusa | 13:59 - 01/03/2024

Rui Tavares foi à creche mostrar o sucesso da semana de quatro dias

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre visitou hoje uma creche que implementou a semana de quatro dias de trabalho, como forma de mostrar o sucesso do projeto-piloto, que a educadora Carla gostava que continuasse para dedicar tempo aos filhos.

Rui Tavares passou a manhã rodeado de crianças, numa visita à creche "Centro Infantil Maria de Monserrate", em Lisboa, local escolhido pelo partido para mostrar que é possível por em prática a semana de quatro dias de trabalho "num dos setores no qual se dizia que era mais difícil".

Rui Tavares foi à creche mostrar o sucesso da semana de quatro dias

O porta-voz do Livre visitou hoje uma creche que implementou a semana de quatro dias de trabalho, como forma de mostrar o sucesso do projeto-piloto, que a educadora Carla gostava que continuasse para dedicar tempo aos filhos.

Lusa | 13:39 - 01/03/2024

"Candidatos da AD acabam por ter que ser escondidos ou postos de lado"

José Miguel Pires | há 1 mês

"Desde que a campanha começou, temos visto vários candidatos da Aliança Democrática (AD) que acabam por ter que ser escondidos ou postos de lado pelo próprio líder da AD", afirmou a coordenadora do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, em declarações aos jornalistas, desde a Guarda.

Mortágua exemplificou com o caso do líder do Partido Popular Monárquico, Gonçalo da Câmara Pereira. "Foi preciso escondê-lo porque acha que uma mulher deve ser vítima de violência doméstica e que é legítimo que um homem bata numa mulher", disse.

De seguida, referiu Paulo Núncio, do CDS-PP, "a pôr em causa o direito civilizacional das mulheres ao aborto", depois de o vice-presidente dos centristas ter acenado com um novo referendo ao aborto.

A coordenadora do Bloco de Esquerda falou ainda da ferrovia e do estado atual do setor em Portugal, enaltecendo o papel da Geringonça no mesmo. "O plano da Direita era um plano de destruição da ferrovia. Que, aliás, é um plano que vinha de trás, de uma governação do PS com José Sócrates. Foi a partir desse compromisso em 2015 que se recomeçaram a abrir e a requalificar linhas ferroviárias, e o país precisa disso mesmo".

Por isso, "a ferrovia é um bom exemplo de que  quando há empresas públicas com capacidade, quando há vontade política, é possível ter não só um serviço à população mas uma indústria baseada em Portugal", disse, afirmando: "Falta fazer muito".

PNS? "Foi bom fazedor de 'powerpoints', mas pouco fazedor de trilhos"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD considerou hoje que Pedro Nuno Santos como ministro das Infraestruturas foi bom a fazer 'powerpoints', mas deixa "uma mão cheia de nada", e prometeu "concretizar um plano" ferroviário se formar Governo.

"Não há melhor exemplo de falhanço governativo que o doutor Pedro Nuno Santos, por mais caminhadas que ele faça, solitárias, por vias ferroviárias que estão em obra, mas que não estão hoje ao serviço das pessoas", declarou Luís Montenegro, em resposta a perguntas dos jornalistas, na Guarda.

Estas críticas ao secretário-geral do PS e ex-ministro das Infraestruturas e da Habitação foram feitas durante uma ação de rua da Aliança Democrática (AD) na Guarda, onde o tema da ferrovia surgiu a propósito das obras na linha da Beira Alta.

PNS? "Foi bom fazedor de 'powerpoints', mas pouco fazedor de trilhos"

O presidente do PSD considerou hoje que Pedro Nuno Santos como ministro das Infraestruturas foi bom a fazer 'powerpoints', mas deixa "uma mão cheia de nada", e prometeu "concretizar um plano" ferroviário se formar Governo.

Lusa | 13:14 - 01/03/2024

"É na campanha que os candidatos se vão revelando", atira Pedro Nuno

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder do Partido Socialista (PSP), Pedro Nuno Santos, voltou a criticar a coligação Aliança Democrática (AD) pelas declarações recentes sobre a imigração e o direito ao aborto.

"Apresenta-se do outro lado um projeto que quer regressar ao passado e a cada dia vamos confirmando isso. É na campanha, quando já estamos na rua, que os projetos, as agendas, os programas e os candidatos se vão revelando", atirou, em declarações aos jornalistas, na Covilhã.

Pedro Nuno Santos frisou que as declarações polémicas da AD "já não são um caso isolado", que começaram com um "discurso divisionista no que diz respeito às migrações" e continuaram "com um discurso de regresso ao passado em relação à Interrupção Voluntária da Gravidez [IVG]" e com o cabeça de lista por Santarém "a fazer um discurso de negação climática".

"Nós precisamos de unir o país. De ter Portugal inteiro junto", acrescentou, frisando que ter "portugueses contra portugueses é um regresso ao passado".

 

Durão Barroso é o convidado do comício da AD em Santa Maria da Feira

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O antigo líder do PSD e ex-presidente da Comissão Europeia vai ser o convidado de hoje do comício da AD em Santa Maria da Feira (distrito de Aveiro), disse à Lusa fonte oficial do PSD.

O comício está marcada para as 21h00 no Europarque e a participação do antigo primeiro-ministro acontece quatro dias depois de outro ex-lider do PSD, Pedro Passos Coelho, ter discursado em Faro.

Na quinta-feira, foi a vez da ex-líder do CDS-PP Assunção Cristas falar em Ourém (distrito de Santarém).

Durão Barroso defende, num artigo publicado hoje no semanário Nascer do Sol, intitulado "mudar é preciso", que "depois de tudo o que se passou com a governação PS, e também depois de tudo o que não se fez durante esse longuíssimo período, é essencial uma mudança de ciclo político em Portugal".

Durão Barroso é o convidado do comício da AD em Santa Maria da Feira

O antigo líder do PSD e ex-presidente da Comissão Europeia vai ser o convidado de hoje do comício da AD em Santa Maria da Feira (distrito de Aveiro), disse à Lusa fonte oficial do PSD.

Lusa | 11:32 - 01/03/2024

"Há duas candidaturas em condições de liderar um governo: PS e AD"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder da coligação Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, afirmou, esta sexta-feira, que "o atual panorama eleitoral está bem definido neste momento", havendo "duas candidaturas que se apresentam em condições de liderar um governo: a candidatura do Partido Socialista (PS) e a candidatura da AD".

"Compreendo que haja muita gente que se vê frustrada com expetativas que foram criadas e depois não se realizaram", disse, em declarações aos jornalistas, na Guarda, referindo-se a áreas como a saúde e educação.

"O que digo aos portugueses é que devem fazer uma reflexão que possa conjugar a expressão dessa frustação e indignação com a necessidade de mudar de governo", acrescentou, alertando que a "dispersão de votos em forças políticas não socialistas pode ter como resultado o benefício do Partido Socialista.

Milícias armadas? "Não nos revemos nesse revivalismo"

José Miguel Pires | há 1 mês

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, falou, esta sexta-feira, aos jornalistas, desde Mafra.

Sobre a referência do candidato da Aliança Democrática (AD) por Setúbal e antigo presidente da Confederação dos. Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, à eventual criação de "milícias armadas" para lutar contra "os roubos nos campos", Sousa Real disse: "Não nos revemos nesse revivalismo que procuram trazer para o nosso país".

Tal "só demostra que o PAN tinha toda a razão quando criticou a AD. Não conseguimos compreender como é que há forças políticas que hoje tanto se contradizem ao, de repente, voltarem atrás na sua palavra e estarem disponíveis para viabilizar um Governo da AD".

"Os portugueses sabem que contam com uma alternativa verdadeiramente progressista. É o PAN, a única força que, durante todo o ano, defende os animais, o combate à crise climática, a proteção da natureza e os direitos humanos", continuou.

Pedro Nuno quer "travar aqueles que querem voltar para o passado"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

O líder do Partido Socialista (PS), Pedro Nuno Santos, afirmou, esta sexta-feira, estar com "muita vontade de avançar para o futuro" e "travar aqueles que querem voltar para o passado".

Durante uma arruada na Covilhã, o socialista defendeu que "o que está em causa nestas eleições é muito importante: é construir futuro, é avançar, mas não dar nem um passo atrás".

"Infelizmente, aquilo que temos vindo a ouvir de diferentes dirigentes da Aliança Democrática e do próprio líder [Luís Montenegro]  é altamente preocupante. Isso também está em jogo nestas eleições. Falar do futuro, mas impedir que se volte ao passado", afirmou, em declarações à CNN Portugal.

BE? "Roubar votos entre partidos à Esquerda não faz a Esquerda crescer"

José Miguel Pires | há 1 mês

Rui Tavares, líder do Livre, afirmou que "do lado" do partido que representa - que "é parte da solução de uma maioria à Esquerda" - não há "nenhum início de uma espécie de falsa questão" que possa "fazer à Esquerda criar mal-entendidos".

"Nunca cavalgamos descontextualizações que tivessem sido feitas para atacar outros partidos de Esquerda", continuou, em declarações aos jornalistas desde Lisboa, comentando a troca de recados em que se envolveu com o Bloco de Esquerda na quinta-feira.

"A Esquerda para ganhar estas eleições tem de crescer e conquistar votos à Direita. Só se consegue indo buscar votos que estejam indecisos entre partidos à Direita e partidos de Esquerda. Roubar votos entre partidos à Esquerda não faz a Esquerda crescer. Pode alimentar muito sectarismos internos, que são sempre indesejáveis, mas não nos aproxima nem sequer um centímetro da vitória que a Esquerda precisa de ter nestas eleições", continuou.

"Roubar votos entre partidos à esquerda não faz a esquerda crescer"

 O porta-voz do Livre Rui Tavares avisou hoje que "roubar votos entre partidos à esquerda não faz a esquerda crescer", reiterando que o Livre está "no mesmo lugar" e salientando que nunca cavalgou descontextualizações contra parceiros.

Lusa | 12:17 - 01/03/2024

Contactos com eleitores e visitas na área da saúde na agenda da AD e PS

Lusa | há 1 mês

Os líderes do PSD e do PS vão dedicar-se hoje a contactos com a população no centro do país e a visitas na área da saúde, terminando este sexto dia de campanha com os habituais comícios.

Contactos com eleitores e visitas na área da saúde na agenda da AD e PS

Os líderes do PSD e do PS vão dedicar-se hoje a contactos com a população no centro do país e a visitas na área da saúde, terminando este sexto dia de campanha com os habituais comícios.

Lusa | 06:43 - 01/03/2024

Início de cobertura

Márcia Guímaro Rodrigues | há 1 mês

Bom dia! Siga aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral nesta sexta-feira, de Norte a Sul do país.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório