Meteorologia

  • 02 OUTUBRO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 30º

Lisboa. BE questiona festa aprovada por vereador durante estado de alerta

Em causa está uma notícia do jornal Expresso, que revela que o vereador Ângelo Pereira autorizou “em tempo recorde” uma festa de DJ Kamala, na Tapada da Ajuda, após proibição do Governo devido ao risco de incêndio.

Lisboa. BE questiona festa aprovada por vereador durante estado de alerta

O Bloco de Esquerda Lisboa enviou, esta sexta-feira, um requerimento ao presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, a exigir “esclarecimentos sobre as autorizações realizadas em tempo recorde ao ‘pedido de exceção’” de DJ Kamala para realizar uma festa no Parque Florestal de Monsanto “em pleno estado de alerta de incêndios florestais”.

Numa publicação na rede social Twitter, o partido considera ser “muito grave a autorização dada pelo vereador Ângelo Pereira”, que tem o pelouro da Proteção Civil, e acusa a Câmara de Lisboa de, numa altura em que o país sofria “com violentos incêndios florestais”, colocar “em risco o Parque Florestal de Monsanto, ignorando o estado de alerta decretado pelo Governo”

“O Bloco de Esquerda acredita que o ver Ângelo Pereira não cumpriu com o necessário dever de responsabilidade as suas competências”, frisou o partido, acrescentando que “é necessário saber se Carlos Moedas considera que o vereador mantém condições para se manter no executivo”.

No requerimento, assinado pela vereadora Beatriz Gomes Dias, é questionado se o presidente da Câmara de Lisboa tinha “conhecimento desta autorização”, se “foram reunidos os devidos pareceres dos serviços, Bombeiros e Proteção Civil”, se o “evento cumpriu o determinado no Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios de Lisboa”, quem “autorizou a isenção do licenciamento de ‘recinto improvisado’” e se Carlos Moedas considera que o vereador Ângelo Pereira “cumpriu com responsabilidade as suas competências no âmbito da Proteção Civil”.

Vereador social-democrata aprovou festa em tempo recorde

O jornal Expresso revelou, esta sexta-feira, que o vereador Ângelo Pereira autorizou “em tempo recorde” uma festa de DJ Kamala, na Tapada da Ajuda, após proibição do Governo.

A autorização foi pedida por João Fernandes, conhecido pelo nome artístico DJ Kamala, horas após o Governo publicar um diploma a prorrogar o estado de alerta que proibia o “acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios”. 

Segundo revelou o jornal, o responsável pelas festas ‘Deejay Kamala 360’ enviou um e-mail com um “pedido de exceção” urgente, argumentando que o evento ocorreria “entre as 18h e as 22h (fora da hora habitual de calor)”, de forma privada, com cerca de 300 a 400 convidados e que o seu cancelamento traria “sérios contratempos e prejuízo”.

No dia seguinte, surgia a resposta do vereador: “Concordo com o proposto e autorizo.”

Leia Também: Fogos. Mais de 60 concelhos do interior Norte e Centro em risco máximo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório