Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

"Teria assinado o manifesto, seguramente"

O antigo primeiro-ministro socialista, José Sócrates, que falava ontem à noite no habitual espaço de opinião que protagoniza na antena da RTP1, declarou ser totalmente a favor do manifesto que defende a reestruturação da dívida pública, aproveitando, nesta senda e mais uma vez, para lançar duras farpas ao Executivo de Pedro Passos Coelho.

"Teria assinado o manifesto, seguramente"

“Teria assinado o manifesto, seguramente, porque estou de acordo com ele”. A afirmação pertence ao ex-chefe de Governo socialista, José Sócrates, que ontem comentava a atualidade política, na antena da estação pública.

No entender do antigo primeiro-ministro, o documento assinado por 70 reconhecidas personalidades de várias franjas da sociedade portuguesa, é “moderado”, sendo que, quem o subscreveu é “merecedor de respeito”, enfatizou o socialista.

Aliás, para Sócrates, o manifesto que tanta controvérsia tem vindo a gerar, com várias trocas de galhardetes à mistura entre responsáveis pelo Executivo e os seus signatários, torna transparente “a fantasia e irrealismo em que vive o Governo”.

“Tudo está a correr a mal: a dívida aumentou, o desemprego aumentou e estamos há três anos em recessão”, salientou o socialista, invertendo e desconstruindo assim a onda de otimismo que vem sendo enaltecida pelo Executivo em funções.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório