Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 22º

Acidente MAI. "Pode morrer de vez a credibilidade de quem nos governa"

Ana Gomes recorreu ao Twitter para defender que é "alarmante" que a GNR esteja, alegadamente, a ser impedida de aceder ao carro onde seguia o ministro da Administração Interna aquando do atropelamento mortal na A6.

Acidente MAI. "Pode morrer de vez a credibilidade de quem nos governa"

Ana Gomes considera "alarmante" que a GNR esteja, alegadamente, a ser impedida de aceder ao carro onde seguia o ministro da Administração Interna envolvido num atropelamento mortal na A6.

No Twitter, a antiga deputada defendeu ainda que é "indecente" que o gabinete de Eduardo Cabrita não tenha "tido a transparência" de revelar logo a que velocidade seguia a viatura na altura do acidente.

As críticas da socialista surgem depois de ter sido noticiado que a GNR terá sido impedida de fazer novas perícias ao veículo que transportava Eduardo Cabrita.

De acordo com o Correio da Manhã, que cita fontes próximas da investigação, quando os elementos do Núcleo de Investigação Criminal a Acidentes de Viação (NICAV) da GNR de Évora quiseram fazer novas diligências ao BMW, as mesmas foram negadas por ordem superior. 

Sem confirmar essa informação, a GNR garantiu hoje ao Notícias ao Minuto que está a desenvolver "todas as diligências" próprias de uma "investigação de um acidente de viação com vítimas mortais".

No Twitter, Ana Gomes lembra que "morreu um homem, pai de família" e alerta que "pode morrer de vez a credibilidade de quem nos governa".

Antes, já Rui Rio tinha recorrido à mesma rede social para defender que, a ser verdade, trata-se de um facto "gravíssimo" que prova "que o carro vinha em excesso de velocidade".

Recorde-se que, ontem, também o próprio ministro Eduardo Cabrita se recusou a comentar o acidente que envolveu a viatura que o transportava, reiterando que não tem nada a acrescentar além daquilo que foi noticiado na altura.

O governante manteve-se em silêncio, mesmo depois de a Brisa ter contrariado a sua versão, ao garantir que os trabalhos de manutenção na autoestrada A6 na zona de Évora estavam sinalizados no momento do acidente.

Leia Também: GNR impedida de aceder ao carro do MAI? "Todas as diligências" em curso

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório