Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
MIN 8º MÁX 18º

Edição

Votação "vigorosa" em Marcelo é "apelo" dos madeirenses contra atuação do Governo

O deputado do PSD Carlos Rodrigues disse hoje que a votação "vigorosa" dos madeirenses em Marcelo Rebelo de Sousa significa um "apelo" de ajuda para que o Governo da República apoie a Madeira neste período de pandemia da covid-19.

Votação "vigorosa" em Marcelo é "apelo" dos madeirenses contra atuação do Governo
Notícias ao Minuto

13:28 - 26/01/21 por Lusa

Política PSD Madeira

"Os madeirenses deram um sinal muito importante, é na Madeira que Marcelo Rebelo de Sousa obtém a sua vitória mais robusta, 72,6%, quase três quartos dos eleitores escolheram Marcelo e com uma abstenção abaixo da média nacional", lembrou o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia Legislativa Regional.

Para o parlamentar social-democrata, "este reforço substancial, esta aposta é um apelo muito direto e um pedido de ajuda transparente neste mandato".

Observou que o Presidente da República deve ter "um papel mais interventivo nas questões relacionadas com a autonomia e impedir que a mesma seja constantemente atropelada e interpretada a belo prazer pelos governantes circunstanciais".

Depois de enumerar a "falta" de apoio do Governo da República às medidas de combate à covid-19 e de ajuda à economia regional, a negação em conceder o aval ao empréstimo de 458 milhões de euros que proporcionaria à região uma taxa de juros mais baixa, fazendo-a poupar cerca de 84 milhões de euros e a crítica, entre outras, de que os programas do Banco de Fomento Português (Programa Apoiar e a Linha de Apoio à covid-19 às Empresas Exportadoras da Indústria do Turismo) excluem as entidades residentes nas regiões autónomas, Carlos Rodrigues justificou que o apoio reforçado em Marcelo Rebelo de Sousa visa que o mesmo "intervenha e ponha termo a estas violações".

"É preciso que o Presidente da República afirme claramente que não existem portugueses de primeira e portugueses de segunda, empresas com direito a apoios e outras, por que se encontram nas ilhas, se vejam impossibilitadas de recorrer a essas ajudas", declarou.

"Os madeirenses apenas acreditam que o Presidente da República poderá resolver a má vontade e a falta de respeito do Governo da República e por isso apoiaram de forma vigorosa o professor Marcelo Rebelo de Sousa, esperando a sua intervenção, a sua ação e a sua determinação no mais breve tempo possível", concluiu.

O parlamento debateu, entre outros assuntos, a proposta de lei à Assembleia da República, apresentada pelo PSD e pelo CDS, partidos que suportam o Governo Regional, sobre "inclusão das novas substâncias psicoativas na Lei de Combate à Droga", passando as tabelas a serem obrigatoriamente atualizadas de acordo com os relatórios anuais do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, proposta aprovada por unanimidade.

O projeto de resolução do PS sobre a criação de um "pacto educativo entre autarquias locais e o Governo Regional" foi rejeitado pela maioria PSD/CDS, tendo recebido os votos favoráveis do PS, JPP e PCP.

O voto de protesto do PSD "pela vigilância do Ministério Público a jornalistas no exercício da sua atividade profissional" foi aprovado por unanimidade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório