Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

"PS é único partido capaz de liderar Governo progressista e europeísta"

A secretária-geral do PS considerou hoje que o seu partido é o único que pode liderar um Governo progressista e europeísta e afirmou esperar que o Orçamento seja aprovado "com serenidade" em votação final global.

"PS é único partido capaz de liderar Governo progressista e europeísta"
Notícias ao Minuto

15:16 - 11/11/18 por Lusa

Política Ana Catarina Mendes

Esta posições foram assumidas por Ana Catarina Mendes no final da XI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, após o discurso de encerramento da coordenadora bloquista, Catarina Martins, que não se referiu às negociações na especialidade da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019.

Perante os jornalistas, Ana Catarina Mendes, no entanto, referiu-se ao debate em curso do Orçamento do Estado para 2019 na especialidade e à votação final global do documento no próximo dia 29.

"Neste ano de 2018 é preciso olhar para o Orçamento do Estado que está a ser discutido na especialidade na Assembleia da República. É importante conseguirmos com serenidade aprová-lo na votação final global, tendo em vista preparar Portugal para os próximos desafios de 2019. Embora Portugal esteja hoje melhor, ainda há muito para fazer", advertiu a dirigente socialista.

Na sua declaração inicial, a "número dois" da direção do PS saudou o Bloco de Esquerda, considerou que Portugal ao longo dos três últimos anos "fez um progresso enorme no aprofundamento da sua democracia" e referiu que o seu partido foi capaz de liderar uma solução de Governo com "resultados históricos" nos planos das contas públicas e da "reconquista de um conjunto de direitos que tinham sido violentamente atacados pela direita em Portugal".

Logo a seguir, sem qualquer alusão direta às posições assumidas ao longo da Convenção do Bloco de Esquerda, a secretária-geral adjunta dos socialistas deixou a seguinte mensagem: "O PS é o único partido capaz de liderar um Governo progressista e europeísta".

"Este executivo cumpriu com as pessoas, cumpriu as metas traçadas nos programas do Governo e eleitoral do PS, cumprimos com a Europa e estamos a cumprir com os nossos parceiros desta solução governativa", acentuou o secretária-geral adjunta do PS.

Interrogada se o PS tem vontade de ter o Bloco de Esquerda como parte de um próximo Governo, Ana Catarina Mendes respondeu: "Não tenho a ambição que o PS seja o Bloco de Esquerda, não tenho a ambição que o Bloco de Esquerda seja o PS".

"Se há um resultado positivo desta solução é que nenhum partido perdeu a sua identidade. O PS está a governar o país, o PS quer continuar a governar", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório