Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
MIN 7º MÁX 7º

Edição

"Quem disser o contrário está a partidarizar as Forças Armadas"

Depois do pedido de demissão de Azeredo Lopes surgiu o pedido de exoneração de Rovisco Duarte. As polémicas no Exército somam-se e as críticas também.

"Quem disser o contrário está a partidarizar as Forças Armadas"
Notícias ao Minuto

08:46 - 18/10/18 por Patrícia Martins Carvalho 

Política Abreu Amorim

Dois dias depois de o novo ministro da Defesa ter tomado posse, o Chefe do Estado-Maior do Exército apresentou o seu pedido de exoneração que, de acordo com a Presidência da República, se ficou a dever a “motivos pessoais”, embora o general tenha dito aos militares e civis do Exército que as “circunstâncias políticas assim o exigiram”.

As reações não se fizeram esperar e uma delas chega-nos do deputado Carlos Abreu Amorim. O social-democrata faz uso da ironia para dizer que “não se passa nada”.

“Sai um ministro e cai o Chefe do Estado-Maior do Exército? Sai o ministro e o seu ex-chefe de gabinete é constituído arguido? Mas é tudo coincidência?”, questiona para responder ele próprio: “Mas nunca se esqueças, não se passa nada e quem disse o contrário está a ‘partidarizar’ as Forças Armadas”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório