Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

Verdes exigem mais trabalhadores e reforço de investimento na ferrovia

O Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) vai reivindicar, na negociação do Orçamento do Estado de 2019, um reforço no investimento nos transportes públicos, com a contratação de mais trabalhadores na CP e na EMEF.

Verdes exigem mais trabalhadores e reforço de investimento na ferrovia
Notícias ao Minuto

20:06 - 22/09/18 por Lusa

Política Manuela Cunha

A exigência saiu da reunião do Conselho Nacional do PEV, principal órgão entre convenções, que hoje se reuniu em Lisboa, e em que também reclamou a renegociação das Parcerias Público-Privadas nas autoestradas.

Em declarações à agência Lusa, Manuela Cunha, dirigente de Os Verdes, devem abrir-se "portas à contratação de mais pessoal para a EMEF", responsável pela reparação de material da CP, onde também são necessários "mais funcionários" para "reabrir e arranjar estações".

Depois de terem percorrido, desde agosto, mais de 1.300 quilómetros de ferrovia, da linha do Douro ao Algarve, o PEV vai mais bem preparado para a mesa das negociações, disse.

Manuela Cunha descreveu várias experiências durante essa iniciativa "Comboios a rolar, Portugal a avançar", como andar na linha do Algarve, de pé, porque as carruagens estavam cheias, ou as filas de mais de 30 minutos para bilheteiras da CP em várias estações de Lisboa e Porto.

Para o PEV, é necessário renegociar as PPP rodoviárias, algumas delas ruinosas, alertando que este tipo de transporte gera muita poluição, que "gera as alterações climáticas".

Manuela Cunha manifestou ainda preocupação por, um ano depois dos grandes incêndios de junho e outubro, continuar a crescer a área de eucaliptos.

E recordou que o Governo se ter comprometido para "travar a expansão do eucalipto", o que não aconteceu.

A também prometida "inversão para uma floresta, mista, diversificada, mais resiliente aos incêndios não está a ser feita", acrescentou.

Os Verdes insistiram ainda no cumprimento do Orçamento de 2018 quanto à contagem de todo o tempo de congelamento para efeitos de carreira, conforme defendem os sindicatos e os partidos à esquerda do PS.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório