Meteorologia

  • 22 MAIO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

UBI participa em missão científica na Antártida

A Universidade da Beira Interior (UBI) está envolvida na missão científica da Campanha Antártica Portuguesa 2017-18, através de um projeto liderado por um docente daquela universidade, anunciou aquela instituição de ensino superior sediada na Covilhã, distrito de Castelo Branco.

UBI participa em missão científica na Antártida
Notícias ao Minuto

12:53 - 14/02/18 por Lusa

País Projeto

Em nota publicada na página oficial na internet, a UBI explica que Rui Fernandes, docente da UBI e coordenador do projeto "LATA - Loadings And Tectonics of Antartica Peninsula", vai deslocar-se, juntamente com o bolseiro Bento Martins, à Base Antártica da Primavera, mantida pela Argentina.

Referindo que os dois investigadores integram o SEGAL - Space & Earth Geodetic Analysis Laboratory, sediado na UBI, a informação também adianta que a participação no Programa Polar Português (Propolar 2018) surgiu na sequência do concurso aberto por este programa, tendo o LATA sido considerado um dos projetos a apoiar.

"Em 2016, na sequência da primeira aprovação do Programa, foi possível ao LATA instalar uma estação permanente Global Navigation Satellite Systems (GNSS) na Base Primavera, o que foi feito por outro investigador do SEGAL, Pedro Gabriel Almeida", acrescenta a nota.

Segundo o referido, "os dois investigadores da UBI serão transportados até à Península Antártica pelo barco espanhol Hespérides, o que mostra a colaboração internacional que suporta os projetos realizados na Antártida".

Citado na nota de imprensa, o coordenador do projeto explica que a missão irá realizar-se entre hoje e dia 18 de março e que tem como objetivo "atualizar o sistema instalado, nomeadamente adicionando sistemas de 'backup' que permitam ter energia durante o ano inteiro - a base está fechada no inverno antártico - e também preparar a instalação de um novo equipamento (marégrafo) em 2019, caso o projeto seja novamente aprovado para financiamento".

Este docente do departamento informático da UBI especifica que o projeto "contribui para a aquisição de dados numa região onde anda existe uma grande falta de sistemas de observações".

De acordo com a informação, "este trabalho é ainda realizado com o suporte do C4G - Colaboratório para as Geociências, consórcio de 14 instituições que é liderado pela UBI e que conta "o apoio da EFAPEL, empresa que patrocina financeiramente o projeto, dado que o apoio do Propolar não é suficiente para cobrir todos os custos".

O LATA pretende estudar as cargas oceânicas que causam oscilações da crusta terrestre de vários centímetros e cuja incerteza ainda é muito grande na região, e estudar a atividade tectónica, a qual está associada com a atividade sísmica na região (incluindo o sul da América do Sul).

Esta missão prevê ainda nos últimos dias a instalação no sul da Argentina (em El Calafate) de uma segunda estação GNSS, esta numa colaboração existente entre o SEGAL e o JPL (laboratório da NASA) para a instalação de uma rede global de estações GNSS.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.