Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

"Orlando Figueira tem o rei na barriga. Parece que tem as costas quentes"

O advogado José Miguel Júdice falou, esta segunda-feira, sobre a Operação Fizz no seu espaço de comentário no ‘Jornal das 8’ da TVI.

"Orlando Figueira tem o rei na barriga. Parece que tem as costas quentes"
Notícias ao Minuto

23:51 - 29/01/18 por Patrícia Martins Carvalho 

País José Miguel Júdice

O ex-procurador do Ministério Público, Orlando Figueira, um dos arguidos no processo judicial resultante da Operação Fizz, fala com “arrogância, uma arrogância de novo rico e uma ousadia que os juízes habitualmente não toleram”.

É desta forma que José Miguel Júdice retrata aquela que tem sido a postura do ex-procurador durante o julgamento no qual está acusado dos crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, violação do segredo de justiça e falsificação de documento.

Para o advogado, a forma de estar de Orlando Figueira na sala de audiências é a de quem “parece que tem as costas quentes” e de quem “quer que o condenem e depressa”, pois “vai para a cadeia, está lá algum tempo e depois sai”. “É o procurador com o rei na barriga”, afirma.

José Miguel Júdice diz ainda que um dos cenários possíveis para o desfecho deste processo pode passar pela condenação do ex-procurador por corrupção passiva, mas pela absolvição de Manuel Vicente, o ex-Presidente de Angola, por não ficar provada a corrupção ativa.

Face ao exposto, o comentador diz ver no ex-procurador um “criminoso, que já reconheceu que é criminoso e com a gravidade ética de ser um magistrado, servir num bandeja de prata duas pessoas: um banqueiro e o Proença de Carvalho, que nós sabemos que o Ministério Público não gosta dele nem com molho de tomate”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório