Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 6º MÁX 7º

Edição

MAI vê "de forma muito positiva" que comissão analise fogos de outubro

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse hoje que vê "de forma muito positiva" o mandato dado à Comissão Técnica Independente (CTI) para que também investigue os incêndios de outubro, depois do "belíssimo trabalho" que realizou.

MAI vê "de forma muito positiva" que comissão analise fogos de outubro
Notícias ao Minuto

16:46 - 07/12/17 por Lusa

País Incêndios

"Vejo com a mesma abertura com que vimos a decisão de junho. Houve um belíssimo trabalho que foi feito pela Comissão Técnica Independente, (o novo mandato) foi uma decisão da Assembleia da República, e vemos naturalmente de forma muito positiva que a comissão técnica possa também apreciar estes incêndios de outubro", declarou Eduardo Cabrita, em Bruxelas, à margem de uma reunião de ministros do Interior da União Europeia.

O ministro lembrou que, "naquilo que são responsabilidades do Governo", determinou, nos seus "primeiros dias de início de exercício de funções, que a Inspeção Geral da Administração Interna procedesse a um inquérito, apurando as circunstâncias e indiciando eventuais responsabilidades".

A Assembleia da República aprovou na quarta-feira, só com a abstenção do PAN, uma resolução para que a Comissão Técnica Independente constituída para o fogo de junho em Pedrógão Grande também investigue os incêndios de outubro.

Este projeto foi aprovado na generalidade, na especialidade e votação final global em plenário e prevê que a CTI comece o estudo em janeiro, disse à Lusa fonte parlamentar.

A CTI terá a mesma composição da anterior, com 11 elementos, e será também presidida pelo professor universitário João Guerreiro.

O texto foi consensualizado entre todos os grupos parlamentares, disse na semana passada o porta-voz da conferência de líderes, o social-democrata Duarte Pacheco, exceção feita ao PAN.

O mandato da CTI terá a duração de um mês e a proposta partiu do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

Na semana passada, Ferro Rodrigues informou a conferência de líderes de que o professor João Guerreiro aceitou presidir novamente à CTI, agora para estudar os incêndios de 15 de outubro, que atingiram 27 concelhos da região Centro, vitimando mortalmente 45 pessoas e provocando cerca de 70 feridos.

Os incêndios destruíram total ou parcialmente cerca de 800 habitações permanentes, quase 500 empresas e extensas áreas de floresta nos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório