Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Operação Marquês: Ricardo Salgado garante estar inocente das acusações

O ex-banqueiro Ricardo Salgado garantiu estar inocente dos 21 crimes de que foi acusado pelo Ministério Público, numa declaração lida hoje pelo seu advogado, na qual critica a atuação dos juízes e as violações do segredo de Justiça.

Operação Marquês: Ricardo Salgado garante estar inocente das acusações
Notícias ao Minuto

12:00 - 12/10/17 por Lusa

País Reação

A declaração foi lida pelo advogado Francisco Proença de Carvalho, ao lado de Ricardo Salgado, e não teve direito a perguntas dos jornalistas, apesar de ter sido anunciada como conferência de imprensa.

"Ricardo Salgado irá, mais tarde ou mais cedo, ser ilibado deste processo", afirmou o advogado, sublinhando que esta acusação "é totalmente infundada quanto a Ricardo Salgado" e que "não tem factos nem provas contra Ricardo Salgado".

O advogado não poupou críticas ao comportamento do Ministério Público, ao juiz de instrução criminal Carlos Alexandre e "às sistemáticas violações do segredo de Justiça", que, segundo referiu, "pretendem condenar Ricardo Salgado na praça pública".

O advogado lembrou que "só recentemente o nome de Ricardo Salgado apareceu no processo, num caso a que é alheio", e que isso serviu como "uma espécie de bóia de salvação para um processo que estava a afogar-se".

Segundo Francisco Proença de Carvalho, o ex-presidente do BES "quando foi inquirido, só foi confrontado com presunções e suposições" e, agora, "quando se conhece a acusação, já a opinião pública foi intoxicada".

O Ministério Público acusou na quarta-feira 28 arguidos da 'Operação Marquês', incluindo Ricardo Salgado e o ex-primeiro-ministro José Sócrates, de quase 200 crimes, entre os quais se contam corrupção passiva de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documentos e fraude fiscal qualificada.

No caso de Ricardo Salgado, o Departamento Central de Investigação e Ação penal acusou o ex-banqueiro de 21 crimes económicos e financeiros: corrupção ativa de titular de cargo político, corrupção ativa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório