Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Universitários põem mãos à obra na limpeza do jardim do Arco do Cego

Cerca de 30 estudantes do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa participaram hoje numa ação de limpeza do jardim do Arco do Cego, espaço utilizado para conviver e consumir bebidas alcoólicas, colaborando na manutenção de "um jardim para todos".

Universitários põem mãos à obra na limpeza do jardim do Arco do Cego
Notícias ao Minuto

14:19 - 13/10/16 por Lusa

País Lisboa

Organizada pela Junta de Freguesia das Avenidas Novas, a iniciativa pretendeu sensibilizar os jovens universitários para uma utilização correta do jardim, uma vez que a utilização massiva deste espaço tem colocado desafios acrescidos na área da higiene urbana.

"Fazer sentir aos jovens que realmente isto é um espaço deles, que devem usá-lo, usufruir dele, mas também o devem cuidar", afirmou à agência Lusa o presidente da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, Daniel Gonçalves, frisando que o jardim "é de todos para todos".

Na manhã de hoje, após uma noite de chuva, o jardim do Arco do Cego não apresentava um já frequente "mar de copos" de plástico - utilizados para o consumo de bebidas -, mas existiam alguns espalhados pelo relvado e pelos bancos de jardim, a maioria vazios e outros meio cheios de sobras de cerveja.

Entre as pessoas que passeavam os cães e outras que faziam exercício físico, os estudantes universitários arregaçaram as mangas, calçaram as luvas e colocaram mãos à obra.

A recolher o lixo, Carolina Figueiredo, caloira do curso de Engenharia do Ambiente, disse que a ação de limpeza "é um gesto bonito", que visa "dar o exemplo" para quem frequenta o jardim.

"Como estudantes, mais do que só as praxes da diversão, não nos custa nada fazer, durante uma manhã, estes pequenos gestos", disse a jovem universitária, natural do Alentejo.

Segundo o presidente da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST), Rodrigo do Ó, a participação dos universitários nesta ação de limpeza "não é praxe", mas uma preocupação dos estudantes pela manutenção do espaço.

"Não queremos que isto chegue a um outro ponto em que não se possa utilizar o espaço", frisou, referindo que os jovens universitários estão empenhados em manter o jardim em bom estado de conservação para que possam continuar a utilizá-lo "calma e pacatamente".

Para o presidente da AEIST, é possível o Jardim do Arco do Cego ser coabitado por todos, desde moradores a estudantes.

Trajado, Pedro Mariano, aluno do quinto ano de Engenharia Mecânica, percebeu também o trabalho que todos os dias é feito pela equipa da higiene urbana da Junta de Freguesia das Avenidas Novas.

"Se todas as pessoas fossem sensibilizadas da mesma forma que nós estamos a ser, se calhar evitávamos um bocado o trabalho árduo que eles [trabalhadores da higiene urbana] têm todos os dias", advogou Pedro Mariano.

Apontados como parte do problema da manutenção do jardim, devido ao convívio e consumo de bebidas neste espaço, os universitários querem agora ser parte da solução.

A acompanhar a ação de limpeza, Rosa Ribeiro, uma das representantes da Associação de Moradores do Bairro do Arco do Cego, viu com "muito bons olhos" a iniciativa.

No seu entender, revela que a autarquia está "consciente do problema que existe com a utilização do jardim".

"O que nós não concebemos é que este espaço se tenha tornado esplanada de dois cafés", apontou Rosa Ribeiro, referindo que estes estabelecimentos funcionam em espaços miniatura, que não permitem acolher todos os clientes, e têm "uma política comercial agressiva", uma vez que vendem cerveja a 50 cêntimos.

Neste sentido, a associação de moradores defende "medidas mais drásticas em relação a estes cafés", nomeadamente a "proibição pura e simples de vender para o exterior", assim como a implementação do uso de copos reutilizáveis.

Enquanto não existir uma solução para o problema, os moradores querem que não seja gasto mais dinheiro na manutenção do jardim, por considerarem que, atualmente, o investimento diário que é feito no espaço destina-se a "receber bebedores".

"Um Jardim para Todos" foi a primeira ação de limpeza organizada pela Junta de Freguesia, em conjunto com estudantes universitários, mas a autarquia vai agendar mais ações, abrangendo outras faculdades.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório