Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Call center para emigrantes na zona consular deve começar em abril

O secretário das Comunidades, José Cesário, afirmou hoje que o 'call center' que irá fazer parte do atendimento aos emigrantes portugueses na zona consular de Estugarda, na Alemanha, poderá já estar em funcionamento no próximo mês.

Call center para emigrantes na zona consular deve começar em abril
Notícias ao Minuto

16:39 - 05/03/15 por Lusa

País Estugarda

"Estou convencido que o 'call center' poderá estar a funcionar em abril, se não houver algum problema. Estamos a falar de um concurso público e às vezes há problemas de natureza legal e tudo deve ser devidamente salvaguardado", disse à Lusa o secretário de Estado.

José Cesário fez estas declarações à margem da abertura oficial da 3.ª edição do "Curso Mundial de Formação de Dirigentes Associativos da Diáspora", que decorre em Lisboa até ao sábado.

Na quarta-feira, o deputado Paulo Pisco (PS) enviou uma pergunta ao Governo sobre os problemas que estão a ocorrer no consulado-geral de Estugarda, nomeadamente a falta de funcionários e de recursos e ainda a promessa de instalação de um 'call center'.

"O concurso público para os serviços de atendimento, vulgo 'call center', está neste momento a terminar. Os serviços da casa, do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), farão a apreciação dos diversos candidatos, das empresas que se candidataram e, posteriormente, teremos a instalação deste serviço", referiu José Cesário.

"Tenho fé que este serviço venha a resolver uma grande parte dos problemas que tem aquele posto consular", acrescentou o político.

Segundo o deputado Paulo Pisco, a situação no consulado-geral de Estugarda é "desesperante", pois nos últimos anos o número de funcionários passou de onze para seis e o atendimento através de marcações prévias podem demorar até quatro meses.

Além disso, os consulados de Frankfurt e Osnabrück foram fechados em 2012.

O parlamentar socialista explicou que o consulado-geral em Estugarda serve agora cinco estados federados alemães e faz hoje mais do dobro dos atos consulares que fazia em 2011, passando de cerca de 7 mil para mais de 14 mil.

"Eu recordo que até pouco tempo, alguns consulados tinham problemas gravíssimos de atendimento e por causa deste tipo de decisões (a implatação de call center), felizmente conseguimos resolver parte dos problemas existentes", afirmou, citando os casos do Rio de Janeiro e do Luxemburgo.

Hoje, durante a abertura da 3ª edição do "Curso Mundial de Formação de Dirigentes Associativos da Diáspora", José Cesário também participou na tomada de posse dos órgãos sociais da recém-criada Federação das Associações da Diáspora.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório