Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Mais um caso de plágio atribuído a João Grancho

João Grancho, secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, demitiu-se esta sexta-feira, no mesmo dia em que o jornal Público noticiou um alegado plágio do político num trabalho apresentado por si, em 2007. Este sábado, sabe-se que o trabalho copiado não ficou por aí.

Mais um caso de plágio atribuído a João Grancho

O secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, foi acusado de plágio, numa notícia publicada esta sexta-feira pelo jornal Público. Em causa estariam dois textos académicos que o político terá apresentado num seminário académico, em Espanha, em 2007.

O ministro apresentaria, no mesmo dia, a sua demissão, mesmo tendo alegado que a acusação era “totalmente inapropriada e sem qualquer sentido”.

Agora, o mesmo jornal, traz ao de cima alegações de mais um plágio, desta feita ao trabalho “A profissão e a formação no discurso dos professores do ensino liceal”, de Joaquim Pintassilgo. No segundo capítulo intitulado “O entendimento do professor como profissional do ensino”, surge um primeiro parágrafo muito semelhante a um excerto do segundo capítulo da comunicação do secretário de Estado demissionário.

De acordo com o Público, os dois parágrafos são muito semelhantes, mesmo tendo sido alteradas algumas palavras.

Em declarações à Lusa, João Grancho afirmou que o pedido era determinado “por imperativos de consciência e de sentido de serviço público” mas, num comunicado enviado horas antes, o gabinete de imprensa do ministério da Educação fez saber que João Grancho se demitira invocando “motivos de ordem pessoal”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório